Inquérito sobre acidente deve ser encaminhado ao MP na próxima semana

Na próxima semana, a Polícia Civil deve remeter ao Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) , o inquérito sobre o acidente que vitimou três jovens, no dia 8 de abril, na Região Oceânica de Niterói. A informação foi confirmada pelo delegado Fábio Barucke, titular da 81ª DP (Itaipu), responsável pelo inquérito.

De acordo com o delegado, o inquérito está próximo de ser finalizado, restando apenas a anexação de alguns laudos, além da elaboração do relatório final. “Farei o relatório final e vou encaminhar o inquérito ao Ministério Público na semana que vem”, explicou Barucke. Ainda segundo o delegado, o inquérito passará por uma distribuição para, após a remessa dos autos, ser definido quem será o promotor responsável.

Uma das últimas etapas da investigação aconteceu nesta quarta-feira (28): o depoimento do suspeito de causar o acidente, Leonardo Moraes da Silva Pagani, de 19 anos, que estava dirigindo o automóvel, modelo Chevrolet Onix. Barucke ainda relatou que, em depoimento, Leonardo afirmou ter consumido bebida alcoólica, apesar de não se lembrar do momento do acidente. Ainda segundo o delegado, o depoimento foi curto. Leonardo afirmou, ainda, à autoridade policial, que a razão para estar trafegando em alta velocidade seria a algazarra que ele e os amigos estavam fazendo dentro do carro, conforme retratado em vídeos gravados pelos próprios jovens, antes da capotagem.

Outro depoimento referente ao caso, foi do segundo sobrevivente, Raphael Dudjak Eres Guerreiro, de 18 anos. O rapaz, que era namorado de Roberta, uma das vítimas fatais, compareceu à sede da distrital, no dia 14 de abril. Ele já havia confirmado que, antes do acidente, os cinco ocupantes do carro haviam consumido bebida alcoólica na casa de Leonardo. Segundo a investigação, os fatos foram cruciais para que o condutor fosse indiciado por homicídio com dolo eventual.

O acidente

Um gravíssimo e violento acidente de carro, no final da noite de 8 de abril, por volta das 23h30min, na Estrada Francisco da Cruz Nunes, no trecho da descida da serra que dá acesso à Região Oceânica no Cafubá, em Piratininga, resultou na morte instantânea três jovens.

Emmily de Souza Miranda, de 20 anos; Gabriel Palmieri da Costa Gonçalves, de 19 anos; e Roberta da Costa Miranda Ribeiro, de 17 (que era namorada de Raphael) estavam no automóvel, modelo Chevrolet Onix, que acabou destruído após capotagens múltiplas. A violência do impacto foi tamanha que as vítimas tiveram seus corpos arremessados para fora do veículo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − um =