Familiares e amigos se despedem de fotógrafo morto no Santo Cristo

Está sendo velado, na tarde desta segunda-feira (17), o corpo do fotógrafo Thiago Freitas de Souza, de 32 anos, morador da comunidade do Santo Cristo, no Fonseca, Zona Norte de Niterói. O enterro está previsto para as 14h. A cerimônia inicialmente seria aberta, mas familiares solicitaram que a imprensa se retirasse. Abalados, não quiseram conceder entrevistas.

O funeral acontece na Arquiconfraria Nossa Senhora da Conceição, no Barreto, Região Norte da cidade. Uma equipe do 12º BPM (Niterói) está na entrada do cemitério, para garantir a segurança de todos. Cerca de 100 pessoas estão no cemitério. Em áudio destinado a familiares, no sábado, a esposa de Thiago relatou os momentos de terror, após seu marido ser baleado pelos criminosos.

Policiais militares fazem a segurança do funeral – Foto: Marcelo Feitosa

“Os caras estavam na janela do meu quarto. Thiago foi pedir para eles saírem e deram um tiro na cabeça do Thiago. Na cabeça dele. Eu já estou aqui no Azevedo Lima, esperando só uma notícia boa. Por favor, orem por ele, para ele sair dessa”, disse.

O Disque Denúncia divulgou, na manhã desta segunda-feira (17), cartaz “Quem matou?”, com objetivo de descobrir informações sobre os responsáveis por matar o fotógrafo Thiago Freitas de Souza, de 32 anos, no último sábado (15), na Comunidade do Santo Cristo, no Fonseca, Zona Norte de Niterói. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSG).

Segundo informações de pessoas próximas, Thiago era um rapaz calmo. Além disso, a filha dele estaria fazendo aniversário no dia em que o pai foi assassinado. Conhecidos ainda afirmam que a família estaria estudando se mudar do local, por conta da violência. Pelas redes sociais, amigos manifestaram a dor pela perda.

Cerca de 100 pessoas participam do funeral – Foto: Marcelo Feitosa

“É com profunda tristeza e pesar no coração que nos despedimos do nosso amigo Thiago Freitas. Palavras não podem mensurar a dor que a equipe, família e amigos estão sentindo. Que Deus possa confortar todos os corações que o amavam”, diz uma publicação, feita por um colega de treinos de artes marciais, esporte praticado por Thiago.

A Polícia Civil informou que agentes da DHNSG estão ouvindo testemunhas e realizam diligências para identificar a autoria do crime e esclarecer os fatos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 1 =