Amigos lamentam morte precoce de subsecretário de Niterói

Amigos do subsecretário municipal de gestão escolar da educação de Niterói Bruno Ribeiro, que morreu no sábado (15) por complicações da Covid-19, se solidarizaram com a família do advogado. O ex-prefeito de Niterói Rodrigo Neves e o atual secretário municipal de Educação, Vinícius Wu, lamentaram a morte precoce do amigo aos 36 anos. Ele deixa a esposa, Lorena, e a filha, Giovana; e ainda não se tem informações sobre data e horário do sepultamento.

Rodrigo Neves, ex-prefeito de Niterói, ficou triste e consternado pelo falecimento do amigo. “Bruno foi o presidente da Fundação Municipal de Educação de Niterói durante minha gestão na prefeitura. Exerceu essa tarefa com muita competência, dedicação e amor. Foi fundamental a sua atuação para os avanços que tivemos nessa área nos últimos anos. Durante a pandemia, sempre demonstrou grande preocupação e apoio às medidas para salvar vidas. Bruno sempre foi muito correto, solícito e aberto ao diálogo e vai ser lembrado com muito respeito e carinho por todos nós. Estou arrasado com essa e muitas outras mortes que poderiam ter sido evitadas em nosso país. Meus sentimentos aos amigos e familiares”, desabafou.

O atual secretário, Vinícius Wu, usou a internet para lamentar a morte do amigo. “A lembrança que ficará é a de um parceiro, um amigo, uma pessoa com quem se podia contar a qualquer tempo. Conheci Bruno há alguns anos, na gestão pública e na luta em defesa da educação. Ele foi um grande parceiro para a implementação de um projeto educacional em 2017, aqui em Niterói. Nos reencontramos agora na secretaria. Ele subsecretário de gestão escolar, sempre atento, vigilante e responsável com suas tarefas. Não sei bem o que dizer sobre esta perda. Estamos todos perplexos, arrasados. É desolador, é triste, é duro demais o que estamos vivendo. Vá em paz, amigo! Estarás sempre aqui conosco!”, desabafou.

Bruno estava internado desde 30 de abril em um hospital da Zona Sul de Niterói, foi intubado no dia 6 de maio e não resistindo à Covid-19.

Na gestão Neves, antes de assumir a presidência da FME, Bruno exerceu na fundação os cargos de superintendente administrativo, orçamentário e financeiro da FME e subsecretário de Educação. Na última eleição municipal, em 2020, foi candidato a vereador pelo partido dos Trabalhadores, obtendo 1.710 votos, ficando com a 2ª suplência do partido. Além das funções públicas era advogado e prestava consultoria nas áreas jurídica e de gestão pública empresarial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × três =