Zico encerra ciclo no Japão

A segunda passagem de Arthur Antunes Coimbra, o Zico, pelo Kashima Antlers, clube japonês que ajudou a fundar, chegou ao fim. No último final de semana, o Galinho de Quintino confirmou que está deixando o cargo de diretor técnico da equipe. Além de ajudar na implementação do clube, a primeira passagem de Zico pelo Kashima foi fundamental para fomentar o futebol no Japão.

Ao todo, o ex-jogador esteve na equipe japonesa por dez anos, sendo sete na primeira passagem e três na segunda, onde também atuou como jogador, na reta final de sua carreira. O Galinho publicou uma mensagem de despedida em suas redes sociais, na qual ele aparece em um aeroporto, deixando o país asiático. Zico fez questão de destacar o carinho recebido.

“Os últimos dias foram de emoções intensas recebendo o carinho das pessoas em encontros que certamente permanecerão na minha memória. Kashima é parte fundamental da minha carreira e da minha vida, portanto qualquer despedida terá sempre o sabor de um até breve”, disse Zico, sem descartar um retorno para uma terceira passagem, no futuro.

No Kashima, Zico é tão idolatrado quanto no Flamengo. Na mesma mensagem, o ex-jogador fez questão de afirmar que sua ligação com o clube japonês será eterna, O Galinho também ressaltou o fato de ter chegado numa equipe recém-criada e ter visto de perto o time se tornar uma potência do futebol no continente asiático, acumulando troféus nacionais e internacionais.

“Minha ligação será eterna com o clube que vi nascer, tive o privilégio de ajudar a amadurecer e se tornar uma potência no continente. Mas acho importante registrar este momento. Foi um ano especial para o clube por chegar a três décadas de existência e estar presente representou um orgulho extra para mim”, completou Zico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.