Wilson Witzel anuncia linha 3 do metrô e barcas até 2022

O governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel (PSC), anunciou nesta quarta-feira (24), que a linha 3 do metrô e as barcas, desta vez saindo de Magé, sairão do papel até o fim do seu mandato, que termina em 2022. O anúncio foi feito durante abertura da feira Ita Gás & Oil, em Itaboraí e segundo ele, as tratativas na justiça estão bem acompanhada para realizar esse sonho e atender definitivamente uma antiga reivindicação da população de São Gonçalo e região.

Sobre a barca de Magé para o Rio o governador disse que iniciou os estudos. “Pegamos isso tudo embaralhado sem absolutamente nenhuma perspectiva e agora conversando com o prefeito de Magé ele disse sobre a possibilidade de implementar a barca de Magé passando pela Ilha de Paquetá e o Rio de Janeiro, chegando na Praça XV. Esse é um estudo que iremos fazer para saber se temos barcas que possam ser utilizadas ou então através de uma nova concessão com barcos menores”, declarou.

Segundo Witzel, a ideia é ocupar turisticamente essa região. “Acho que temos pouca utilização turística da Baía de Guanabara. É uma ideia que estamos tendo vamos conversar com os prefeitos e já iniciar estudos em relação a isso”, disse o governador.

Sobre a questão do metrô ele disse que tinha duas opções: fazer a linha 3 ou barca. “Como a região sofre com a falta de calado a linha 3 seria a melhor opção. Há empresas chinesas e alemã interessadas para fazer a linha 3. O grande problema é o prazo de 25 anos que obrigatoriamente consome dinheiro público e favorece a corrupção. Precisamos mudar a legislação federal para que possamos aumentar ou deixar sem prazo para modelar de acordo com a situação financeira, para termos a possibilidade de atração de capital próprio e investimentos estrangeiros. Então, é uma das questões que estamos tratando neste segundo semestre para poder viabilizar a entrega destas obras e inaugurá-las até o fim do meu governo, em 2022”, ressaltou o governador.

O governador disse também que irá fazer uma coletiva de imprensa para explicar as obras de pavimentações das estradas. “Vamos apresentar todo cronograma do Programa Rota Segura. Praticamente todo o estado será recapiado e sinalizado. Serão R$ 300 milhões que o Detran repassou ao DER para que possamos investir nas estradas do Rio de Janeiro, serão 6 mil quilômetros de estrada e ruas de alguns municípios como em Itaboraí”, afirmou Wilson Witzel.

Sobre a importância da Feira Ita Gás & Oil, o governador disse que é a retomada dos investimentos do Comperj. “Nossa expectativa é que empresas adquiram o Comperj e comecem a operar o gás. Com a mudança da legislação do livre comércio de gás isso vai atrair investimentos para a região e novas empresas interessadas em fazer a distribuição do gás construindo os gasodutos e com isso o Comperj vai gerar empregos porque ele vai voltar a funcionar, estou com uma expectativa muito grande”, concluiu o governador.

O prefeito de Itaboraí, Dr. Sadinoel Souza (PMB), disse que chegou a hora da Região Centro Leste ser a mola propulsora da economia do estado. Ele comemorou o fato de a Petrobras ter que assinar, até o final de agosto deste ano, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) de R$ 100 milhões para reparar o município de Itaboraí, pelo prejuízo com a paralisação das obras do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), em 2015. “A cidade sofreu um grande impacto devido à paralisação dos investimentos do Comperj e nós tivemos o maior desemprego do Brasil em Itaboraí. Foram 30 mil empregos jogados no lixo entre 2014 e 2015”, disse o prefeito.

A FEIRA — Maior encontro do setor já realizado no País, em Itaboraí, o Ita Gas & Oil visa fortalecer e consolidar a vocação regional que é responsável por 16% do PIB estadual em dois dias. O setor de gás e óleo destaca-se como protagonista para o desenvolvimento socioeconômico do Leste Fluminense.

O idealizador do evento, João Leal, diretor-geral do Conleste (Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento do Leste Fluminense), disse que não tem dúvidas sobre o futuro promissor do setor: “Estamos no momento do gás. Criamos esse encontro com os mais renomados especialistas, representantes do poder público e da iniciativa privada para propiciar conhecimentos, traçarmos cenários, perspectivas e impulsionarmos negócios”, afirma Leal.

Vários autoridades marcaram presença no evento que teve entre os conferencistas o Cônsul da China, Xu Yuansheng, o Secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Relações Internacionais, Lucas Tristão, a Subsecretária de Óleo, Gás e Energia, Cristina Pinho, a Superintendente Estadual de Óleo, Gás, Energia e Indústria, Meg Montana, o superintendente de Participações Governamentais da ANP, Rubens Freitas e o gerente de Tecnologia e Inovação da FIRJAN/SENAI, Mauricio Ogawa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *