Voluntários reclamam que prefeitura os impede de trabalhar em Petrópolis

Voluntários da área de saúde que foram para Petrópolis ajudar no atendimento às vítimas da tragédia reclamam que a Prefeitura impediu que eles trabalhassem exigindo que seja feito um cadastro na sede da Secretaria de Saúde do município. Uma médica, identificada como Anna Karolina, que se voluntariou para trabalhar na Escola Ruy Barbosa, no Alto da Serra, fez um vídeo falando sobre a situação.

“Os voluntários estão sendo expulsos, porque eles estão alegando que quem quiser ser voluntário precisa ir a Secretaria de Saúde fazer o cadastro, que vai ser avaliado. A gente veio aqui por amor, não estamos recebendo um real, e a gente nem quer. Estamos fazendo o que dá, com quem dá, como dá para ajudar esses moradores e agora eles vêm com burocracia?”, questiona a médica.

A Prefeitura de Petrópolis disse que o que foi pedido foi que houvesse um cadastro para garantir a segurança nos atendimentos e evitar fraudes, como algum estudante se passar por um profissional.

Nota da Prefeitura de Petrópolis

“O que foi pedido e orientado aos profissionais que prestavam serviços voluntários relacionados à saúde nos postos de apoio da cidade foi que houvesse um cadastro de todos os voluntários com o objetivo de garantir a segurança do atendimento prestado, e também evitar fraudes na assistência (como por exemplo a possibilidade de algum estudante se passar por um(a) profissional já formado(a).

O cadastro se trata de um formulário eletrônico criado através da plataforma Google Forms que pode ser preenchido em poucos minutos, o que foi feito pela maioria dos profissionais dos pontos de apoio assim que requisitado pela equipe da Prefeitura.

Em alguns pontos de apoio são estocados medicamentos de uso controlado, como anti-hipertensivos, antipsicóticos, antidepressivos, antiglicêmicos, etc.

Esse é apenas um dos motivos para que seja necessário um maior controle de quem são as pessoas que estão operando na assistência voluntaria à saúde na cidade de Petrópolis”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.