Vital Brazil realiza encontro sobre os 120 anos do soro antiofídico

O Instituto Vital Brazil (IVB) já divulgou a data do 2º Web Encontro Vital para o Brasil sobre Animais Peçonhentos – Ciência Cidadã. Serão três dias de programações: 25, 26 e 27 de outubro para discutir sobre a soroterapia e o aniversário de 120 anos da entrega do primeiro lote do antídoto eficaz contra o envenenamento por cobras, celebrado no último dia 14. Além disso, também será comentada a importância dos 110 anos da publicação “A defesa contra o ofidismo”, base de pesquisa até hoje sobre soro antiofídico.

A data do dia 14 de agosto de 1901 é um símbolo histórico para a saúde e influenciou pesquisadores ao longo dos anos. O cientista Vital Brazil realizou a entrega do primeiro lote de soro antiofídico específico para o uso humano, disponibilizando um antídoto eficaz contra o envenenamento por serpentes. Essa contribuição científica possibilitou o acesso ao tratamento soroterápico que salva milhares de vidas em todo o mundo até os dias de hoje.

Cláudio Maurício Souza, biólogo do IVB e um dos organizadores do evento, explicou que a negligência em envenenamento por animais peçonhentos é a mais mortal de todas as doenças negligenciadas reconhecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), embora existam tratamentos efetivos há 100 anos. “Mata mais do que dengue, doença de chagas, entre outras da lista da OMS de doenças negligenciadas. O mote é histórico, mas a nossa ideia é chamar a atenção para a negligência em saúde. O envenenamento por animais peçonhentos incapacita permanentemente centenas de milhares de pessoas e mata mais de 100 mil por ano em todo o mundo. O Brasil, que tem sido um líder em ambas as políticas progressistas que asseguram o acesso a medicamento, bem como a produção de soros antiofídicos, tem um papel fundamental a desempenhar, liderando pelo exemplo e defendendo o acesso universal a um tratamento antiofídico de qualidade”, salientou

Érico Vital Brazil, neto do cientista que deu nome ao Instituto Vital Brazil, também salientou a importância do soro, que projeta o Brasil e a obra de Vital Brazil para o mundo. “É de fato o soro eficaz. O que existia era o soro do Calmette, que só era eficaz para as mordidas das najas. Além disso, estamos comemorando também os 110 anos do livro ‘Defesa contra o Ofidismo’, que foi um divisor de águas no tema também para o mundo, porque ele escreve tanto em português quanto em francês, lançado no Brasil e na França. A França, naquele momento, era o país de maior expressividade científica do mundo. Em 1911, ele lançou o ‘Defesa Contra o Ofidismo’, que é um divisor de águas nesse tema”, frisou.

HISTÓRIA

O IVB foi criado em 3 de junho de 1919, em Niterói, fundado pelo cientista Vital Brazil Mineiro da Campanha (1865-1950). No decreto que o oficializou, o laboratório foi nomeado Instituto de Higiene, Soroterapia e Veterinária. No entanto, desde o primeiro dia de funcionamento, os funcionários do Instituto recusaram o nome oficial e batizaram o novo centro como “Instituto Vital Brazil”, nome que permanece até hoje em homenagem ao fundador.

Vital Brazil escolheu vir a Niterói a convite do presidente do Estado do Rio de Janeiro daquela época, Raul de Morais Veiga. Naquela época, o Instituto localizava-se na Rua Gavião Peixoto, 360, em Icaraí. Fabricava produtos veterinários, biológicos (soros e vacinas) e farmacêuticos. No entanto, desde sua fundação, Vital Brazil sempre baseou as atividades do Instituto não apenas em produção, mas em pesquisa e formação. Em 1920, o Instituto Vital Brazil iniciou oficialmente atividades na antiga Olaria Santa Rosa, local aonde se encontra até hoje. Ao redor da ex-Olaria, nasceu o tradicional bairro Vital Brazil, na zona sul de Niterói. Neste mesmo ano, Vital Brazil instala em dez cidades do interior do Brasil postos antiofídicos, para facilitar aos interioranos o acesso à informação e a coleta de animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − quatro =