Viradouro vira Patrimônio Imaterial de Niterói

A Escola de Samba Unidos do Viradouro foi declarada no último sábado (4) como Patrimônio Cultural Imaterial de Niterói.

Em 2020, a agremiação conquistou o 1º lugar do Grupo Especial do Carnaval do Rio de Janeiro. Neste ano, ocupou a terceira colocação com o enredo ‘Não há Tristeza que Possa Suportar Tanta Alegria’. A escola teve nota 269,5.

“O que reafirma não apenas a sua trajetória de superação e grandiosidade, mas também a sua importância como patrimônio cultural material e imaterial do município de Niterói, no qual baseia-se a sua sede até hoje”, diz o vereador licenciado Binho Guimarães (PDT). Ele é autor da proposta.

Fundada em 24 de junho de 1946, a Unidos do Viradouro surgiu a partir de rodas de samba que aconteciam no quintal da casa de Nelson dos Santos, conhecido como Jangada. As reuniões aconteciam na Rua Capitão Roseira, próximo à Rua Dr. Mário Vianna, que à época era chamada Viradouro. Era naquele local que os bondes que transportavam a população da cidade faziam o retorno.

Foto destaque: A escola mais famosa de Niterói virou patrimônio (Foto: Divulgação)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.