Vídeo: “Tentaram matar a nossa equipe”, diz Delaroli

No fim da tarde desta quinta-feira (12), o candidato a prefeitura de Itaboraí, Marcelo Delaroli (PL) fez uma transmissão ao vivo em sua rede social para mostrar que estava na 71ª DP registrando uma ocorrência de tentativa de homicídio cometida contra a equipe de colaboradores de sua campanha. Marcelo acusa o sobrinho do, também candidato a prefeitura do município, Sérgio Soares pelo atentado. 

 

 A equipe de colaboradores do Marcelo estava no bairro Nova Cidade panfletando e levando as propostas do candidato para a população quando foram surpreendidos por uma van que estava distribuindo material com notícias falsas sobre Delaroli e sua família. Os colaboradores conseguiram cercar o veículo e acionaram policiais militares do 35° BPM (Itaboraí) e os fiscais do Tribunal Regional Eleitoral (TER) para efetuarem a apreensão dos panfletos ilegais.

Em seguida, de acordo com Marcelo, o sobrinho do candidato Sérgio Soares, identificado apenas como Pierre Sant´ana, juntamente com o seu motorista, tentou fugir para esconder o material ilegal e fugir do fragrante. O acusado fez inúmeros disparos contra a equipe do candidato Marcelo Delaroli. Por sorte ninguém ficou ferido. 

Quando os agentes chegaram, as vítimas foram conduzidos para a delegacia. O material e a van foram apreendidos. A ocorrência foi registrada como possível tentativa de homicídio e o sobrinho de Sérgio Soares é considerado foragido pela polícia.  

 

Marcelo começa o vídeo explicando que vários jornais irregulares com fake news sobre ele e sua família estavam sendo distribuídos por uma equipe que estava em uma Van adesivada com foto e número de campanha do candidato Sérgio Soares.

 

“Nossos apoiadores conseguiram interceptar uma van onde estava guardado o material. Motoristas e pessoas trabalhando cometendo crime, distribuindo esse jornal com informações falsas. Enquanto isso estava acontecendo, algumas pessoa da coordenação de campanha do Sergio chegaram, uma dessas pessoas era o sobrinho dele [Pierre Sant’ana], que tentou tirar todo esse material criminoso de dentro da van. Depois disso aconteceu algo que nós não esperávamos. Na verdade, esperávamos, porque eles são baixos. Dessa vez ele disparou contra a nossa equipe. Deu tiro contra a gente. Graças a Deus ninguém foi atingido”, relatou Marcelo.

 

No vídeo, Delaroli diz que o responsável pelos disparos estava utilizando o carro do candidato Sérgio Soares e que agora ele está foragido. “Temos um vídeo com tudo comprovado, onde o sobrinho do Sérgio pega a pistola e começa a atirar. Não sei da onde ele tirou essa arma, porque me parece que ele não é policial militar”.

 

De acordo com testemunhas o carro utilizado no crime é o modelo Amarok CD 4X4 SE cinza de propriedade da empresa Porto Príncipe Veículos Ltda. As filmagens com todos os fatos, serão entregue a autoridade policial para investigação. A van de campanha e parte da equipe de panfletagem do candidato Sérgio Soares foram encaminhado à delegacia pelos fiscais do Tribunal Regional Eleitoral (TER) e policiais militares para prestar esclarecimentos. 

 

Procurada, a equipe do candidato Sérgio Soares não retornou nosso contato até o fechamento dessa matéria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × um =