VÍDEO: Obras para desobstrução de canal avançam na Região Oceânica

Ação conjunta entre Inea e Prefeitura de Niterói visa a recuperação do Canal de Itaipu e da Lagoa de Piratininga

Uma boa notícia para os moradores da Região Oceânica. Nesta quarta-feira (22) foi aberta a barra da Lagoa de Itaipu, na Região Oceânica. De acordo com o mestre em biologia marinha, Turíbio Tinoco, a medida pode ajudar a resolver o problema que tem provocado a mortandade de peixes na Lagoa de Piratininga.

“Felizmente conseguiram abrir a barra da Lagoa de Itaipu. Se isso tivesse sido feito antes, não teria acontecido a mortandade de peixes que diversos moradores têm denunciado recentemente. Provavelmente essa água também entre pelo canal do Camboatá e vai ajudar na troca da água da Lagoa de Piratininga”, explicou Tinoco, que acrescentou ter visto a obra acontecer nas últimas duas semanas.

A Tribuna teve acesso a um vídeo que mostra parte da lagoa já desobstruída. Veja abaixo:

Vídeo feito por morador mostra trecho da Lagoa de Itaipu desobstruído. Vídeo Reprodução/WhatsApp

O biólogo, que é professor das Faculdades Integradas Maria Thereza, explicou que o procedimento ajuda a resolver em parte o problema da falta da troca de água na região. Mas salientou que essa medida é paliativa e que é necessário ter um projeto “urgente” para a recuperação de ambos os canais.

“Essa abertura é boa porque ajuda a renovar a troca de água, só que apenas isso não é o suficiente por ser uma medida paliativa, que a desobstrução de um canal que está totalmente assoreado. Só que precisa ser feito uma obra ali urgente, algo que ajude a dragar a área com o objetivo de oxigenar a Lagoa de Itaipu e, consequentemente, dar água para a Lagoa de Piratininga. Já tem mais de 30 anos que o roncamento em Itaipu foi feito. Já deveria ter sido feito um novo Estudo de Impacto Ambiental e uma nova licitação para resolver isso. Aliás, já passou da hora”, comentou.

Procurados pela reportagem, tanto o Instituto Estadual do Meio Ambiente quanto a Prefeitura de Niterói confirmaram que realizaram um procedimento na área. O Inea informou que atuou junto com a prefeitura para uma “ação emergencial” com o objetivo de desobstruir o canal de ligação da lagoa com o mar.

Já a prefeitura explicou, através da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (Seconser), que o trabalho para a ampliação da ligação da lagoa de Itaipu com o mar foi iniciado em setembro e a previsão é que a intervenção seja concluída até dezembro.

Além disso, a pasta explicou que a obre acontece conforme as condições da maré no local, sendo que o trabalho é acompanhado pela Secretaria de Municipal de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade (SMARHS) e pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + três =