VÍDEO: Casa de prostituição fechada em Niterói teria show de atriz de TV

O anúncio de apresentação de uma modelo foi o estopim para que a Polícia Civil interditasse duas casas de prostituição, na noite dessa quinta-feira (13), na Rua Barão do Amazonas, Centro de Niterói. Além dos crimes de exploração sexual e promoção de aglomerações, a 76ª DP (Niterói), delegacia responsável pela ação, confirma que , em um dos estabelecimentos interditados, havia duas menores de idade.

Em vídeo que circula nas redes sociais, a modelo Grazieli Nunes, que já participou de programas de televisão e foi destaque em revistas masculinas, convida o público a comparecer ao local. “Eu estarei presente aí em Niterói, na Venus 313, agora no dia 13. Você é meu convidado para essa festa e não deve ficar de fora”, diz a modelo, que aparece vestindo apenas roupa íntima.

O delegado Luiz Henrique Marques Pereira, titular da distrital, confirma a informação. Na noite desta quinta, data para o evento marcado, os policiais realizaram a operação no local. Marques Pereira também detalha como funcionava a divisão dos valores recebidos pelos programas.

“Trabalho de investigação começou após notícia, nas redes sociais, que uma suposta modelo, seminua, convidava pessoas para o evento. Uma grande festa que ocorreria no Centro de Niterói. Equipes encontraram uma grande casa de prostituição, onde mulheres eram exploradas sexualmente. Uma dessas mulheres chegou a informar que repassava 30% dos valores arrecadados, para a casa de prostituição”, explicou o delegado.

O delegado narra o momento em que, numa segunda casa, que funcionava no segundo andar, duas adolescentes foram encontradas, na prática de prostituição. De acordo com Marques Pereira, elas serão assistidas pelo Conselho Tutelar. Até o momento, os pais das jovens não haviam comparecido à delegacia.

“A maior surpresa foi quando, indo ao segundo andar, onde funcionava uma outra casa de prostituição, localizamos duas adolescentes, de 16 e 17 anos, que também eram exploradas sexualmente. Em razão disso, a gerente do local foi presa em flagrante por exploração sexual de criança e adolescente, que pode gerar uma pena de dez anos de reclusão. Os pais das adolescentes não compareceram á delegacia, razão pela qual elas foram entregues ao Conselho Tutelar”, completou.

Recordando

Uma casa de prostituição na Rua Barão do Amazonas, no Centro de Niterói, foi interditada na noite desta quinta-feira por trabalho de exploração sexual e também por causar aglomeração. Alguns clientes que estavam no local foram conduzidos para a delegacia junto com cerca de 20 garotas de programa e outros funcionários do estabelecimento.

De acordo com os agentes da 76ª DP (Centro), responsáveis pela ação, eles já estavam em investigação sobre a prática ilegal de prostituição no local após o recebimento de denúncias de que a casa estava funcionando e causando aglomerações em plena pandemia.

Ainda de acordo com as investigações, outra casa que oferece os mesmos serviços, em Niterói, também foi fechada na nesta operação. Todas as pessoas foram conduzidas para a delegacia, onde foram ouvidas e depois liberadas após prestarem esclarecimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − seis =