Vida nova à Fazenda Colubandê

Wellington Serrano –

O secretário de Estado de Cultura, André Lazaroni, em visita, nesta quarta-feira (12), à redação de A TRIBUNA disse que é candidato pelo PMDB a deputado federal nas eleições de 2018. Na entrevista, ele contou que assumiu também a presidência do Theatro Municipal do Rio e falou sobre os 108 anos de comemoração do principal equipamento cultural do Rio, que será comemorado amanhã. Na ocasião, o deputando Estadual licenciado admite que as dificuldades financeiras pesam, mas acredita que conseguirá avançar na função e fez uma avaliação de sua relação política hoje no estado.

André Lazaroni

O secretário revelou em primeira mão que lançará um edital essa semana, pela Lei de Incentivo, para a recuperação da Fazenda Colubandê, em São Gonçalo. “Visando parceria com algum empresário que pague ICMS, vamos recuperar esse espaço que é muito histórico e gera no gonçalense esse sentimento de pertencimento pela fazenda que será recuperada e ocupada através da arte”, revelou.

A Prefeitura de São Gonçalo, que havia divulgado que poderia usar o local para sede da Guarda, informou que a manutenção e segurança do casarão e da capela histórica não são de responsabilidade do município, mas do Governo do Estado que por sua vez garantiu que a fazenda “está sob uso, guarda e conservação do município de São Gonçalo, através da Autorização de Uso publicada no Diário Oficial de 08/06/2016”.

Entre as questões discutidas, esteve o funcionamento da Biblioteca Parque de Niterói, que foi reaberta e municipalizada pelo prefeito Rodrigo Neves (PV). “Reconhecemos o sucesso desta parceria que foi feita e gerou na devolução para sociedade niteroiense deste importante equipamento e esperamos, em breve, devolver também a Casa de Oliveira Vianna, situada no Fonseca e que está fechada, junto com o Museu Antônio Parreiras”, revelou o secretário.

Sobre o Museu do Ingá, Lazaroni disse que o local tem a melhor e mais cara coleção do Estado do Rio de Janeiro sobre o antigo Banerj que segue em exposição. “Em breve vamos fazer uma licitação dentro do Museu do Ingá para conseguirmos um restaurante para o local no sentido de gerar receita para que o espaço não corra risco de fechar e vamos fazer licitação para terminar a obra do Museu Ary Parreiras”, disse.

Aniversário do Theatro Municipal do Rio
Segundo Lazaroni, para festejar os 108 anos do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, um dos principais equipamentos da Secretaria de Estado de Cultura, a Fundação Teatro Municipal vai realizar a edição de 2017 do evento comemorativo que já é uma tradição no calendário cultural da cidade. Ele disse que amanhã, dia do aniversário, o Theatro estará de portas abertas para receber o público com uma programação extensa e diversificada, contando com apresentações dos três corpos artísticos da instituição (ballet, orquestra e coro), além da participação de convidados especiais.

“A programação será aberta, às 9h30min, com a Banda dos Fuzileiros Navais, que se apresentará nas escadarias do Theatro Municipal. Em seguida, teremos ‘Um espetáculo de operetas’, com a Academia de Ópera Bidu Sayão. Às 12h, será a vez dos alunos da Escola Estadual de Dança Maria Olenewa que subirá ao palco para apresentar três balés, ‘Alegria Russa’, ‘Mozart’ e ‘Les Sylphides’”, realçou o secretário.

Lazaroni destaca que a programação contará com a Orquestra Sinfônica, o Coro e o Ballet do Theatro Municipal que apresentarão, às 20h, a cantata ‘Carmina Burana’. “Composta pelo alemão Carl Orff a cantata foi apresentada em curta temporada em junho e atingiu absoluto sucesso de público e crítica”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + três =