Viatura policial capota durante a perseguição em SG

Augusto Aguiar

Uma viatura policial capotou, na manhã de ontem, durante uma perseguição a criminosos em São Gonçalo. Militares que faziam parte da guarnição sofreram ferimentos leves e foram medicados no Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê.

De acordo com informes, na manhã de ontem uma guarnição do Grupamento de Ações Táticas (GAT) perseguia um veículo, modelo de Gol, de cor branca, onde estavam ocupantes envolvidos num roubo de uma carga de cigarros. Na Rodovia Niterói-Manilha (BR-101). Na divisa entre os bairros do Mutuá e Mutuapíra, na Rua Silas Rodrigues, no momento em que a guarnição se preparava para montar um cerco, a viatura onde os policiais estavam se descontrolou capotou na via. Com pequenas escoriações, os policiais foram socorridos e medicados.

O 7º BPM explicou que por volta das 8h30m da manhã, os militares efetuavam patrulhamento preventivo, na BR-101, quando foram informados de um roubo de carga de cigarros da Companhia Souza Cruz, ocorrido na altura do Portão do Rosa, na pista sentido Itaboraí da rodovia. Foram alertados ainda que criminosos estavam num Gol de cor branca. Ao avistarem o veículo com as características indicadas, os policiais deram início ao cerco, ocasião que a guarnição se deparou com os criminosos, na Rua Francisco de Moraes, em frente ao n° 235, Mutuapira.

Os bandidos chegaram a atirar contra os policiais, que não revidaram para evitar maiores riscos aos transeuntes, em sua maioria trabalhadores. Ao realizarem uma manobra evasiva, ocorreu o capotamento. Dos cinco componentes da guarnição, três deles sofreram apenas algumas escoriações. O furgão roubado foi recuperado com carga saqueada, na Rua Leitão Bandeira, em Itaúna. Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) informaram na manhã de ontem que também estavam empenhados na mesma ocorrêcia, acrescentando que uma caminhonete, que supostamente estaria ligada a mesma ocorrência foi encontrada tombada na BR-101. Com relação aos vigilantes que estavam num carro de escolta foram localizados pela PRF, mas o motorista do furgão (cuja identificação no foi fornecida) até o início da tarde de ontem não havia sido localizado, e também não havia informes se ele estaria sendo mantido como refém na ação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − nove =