Vereadores aprovam abertura de CPI da Saúde

Wellington Serrano –

A Câmara de Vereadores de Búzios, a pedido da vereadora Gladys Costa (PRB), aprovou requerimento que instaura a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), a fim de apurar supostas irregularidades na Saúde. O documento foi lido na sessão legislativa da última quinta-feira (04) e teve as três assinaturas necessárias para a apuração. Os vereadores Gladys Nunes, Dida Gabarito e Josué Pereira dos Santos assinaram o requerimento.

A referida comissão será composta por três membros e terá o prazo de 180 dias para a realização dos trabalhos, prorrogável por mais 90 dias, uma única vez. Os membros da CPI serão indicados pelo presidente da Casa Legislativa, João Carlos Alves Souza (Cacalho).

Os motivos que levaram a abertura da CPI são muitos e há bastante tempo os vereadores João Carlos, Josué Pereira, Dida Gabarito, Valmir Nobre e, principalmente, Gladys Nunes vêm questionando e cobrando melhorias por parte do poder executivo. O atual secretário da pasta chegou a prestar esclarecimentos na tribuna, mas em muitas colocações não agradou aos parlamentares.

Os vereadores questionaram valores de um contrato milionário de uma empresa que fornecia quentinhas no Hospital Rodolfo Perisse, assim como estrutura oferecida e explicações sobre cargos e médicos. Logo depois do questionamento o contrato com a empresa das quentinhas foi rompido pela prefeitura, isso sem falar no fato do fechamento da unidade de saúde para atendimento direto, o que provocou descontentamento por parte da população e atribui-se isso a morte de munícipes e um turista. Um dos vereadores perdeu um parente num dos casos de negativa de atendimento.

No ano passado, um vídeo mostrando um local com remédios e documentos de pacientes da saúde incinerados de maneira irregular também movimentou legislativo causando também a abertura de uma CPI, mas até o momento não houve progresso.

Os moradores comemoraram. “Esta câmara é diferente. O que percebemos é que os vereadores, a maioria, estão verdadeiramente comprometidos com a população. No ano passado os vereadores não cobravam do executivo, mas a deste ano está dando um exemplo de fiscalização. Ela está nos agradando”, disse João Melo, morador de Manguinhos.

Além da Saúde, o município passou também por maus lençóis depois que publicou em rede social afirmando que todas as escolas estavam prontas para iniciar o ano letivo, enquanto até mesmo vereadores da situação mostraram que não era totalmente verdade. Muitas escolas precisavam de reformas na parte física de seus prédios e a limpeza.

A vereadora Gladys Costa, que está sendo considerada a voz da população, mostrou a situação não somente da saúde, junto aos outros vereadores, mas também da limpeza, educação e contas públicas. “Essa é a função para a qual fui eleita e vou honrar os votos que recebi. Não podemos assistir o nosso povo morrer nesta saúde ineficiente”, finalizou a parlamentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete + onze =