Vereadora denuncia uso indevido de veículos oficiais da prefeitura de Búzios

Wellington Serrano

A vereadora Cladys Costa (PRB) denunciou o uso indevido de veículos oficiais da Prefeitura de Búzios. O caso deve parar no MPE (Ministério Público Estadual), que vai investigar a suposta irregularidade.

Segundo informações, será publicado resumo do inquérito civil no diário oficial do MPRJ. A promotora de Justiça deve investigar eventual ato de improbidade administrativa por parte do gestor, que é o prefeito André Granado (PMDB).

Por telefone, a vereadora disse que denunciou um caso específico, mas outros também revoltam a população. A denúncia ocorreu depois que ela foi marcada no Facebook. “Um internauta me marcou na rede social fazendo uma denúncia com fotos de uma pickup branca, da Prefeitura de Armação dos Búzios, mesmo não estando à imagem muito boa, acredito que a placa seja KQV 5314, e aí eu te pergunto: O que esse veículo está fiscalizando no Vidigal em pleno domingo de Carnaval, às onze horas da manhã?”, pergunta a vereadora.

De acordo com a parlamentar, realmente é muito estranho um veículo da fiscalização da cidade da Região dos Lagos estar naquele local do Rio. “Enquanto isso, pessoas estão sendo humilhadas na Prefeitura de Armação dos Búzios ao tentarem um veículo para ir para outros municípios para serem consultadas, operadas. E em pleno carnaval esse carro desfila na Zona Sul do Rio de Janeiro. A Câmara de Búzios exige explicações!”, enfatiza a parlamentar.

A vereadora critica que funcionários usam os veículos como se fossem de sua propriedade particular. “Andam pra cima e pra baixo”, completou. Clady diz que André Granado não criou lei regulamentando o uso de veículos oficiais ou a mesma não tem sido cumprida.

REPRESENTAÇÃO CRIMINAL
No começo de fevereiro, a vereadora Gladys Costa fez uma representação criminal contra o secretário municipal de Saúde, Fabio Henrique Passos Waknin. Segundo ela, há suspeitas de que as mortes de vários pacientes no hospital tenham relação com a falta de organização da secretaria. “O governo tem tanta sujeira debaixo do tapete que dá até medo. Mas vamos à justiça buscar nossos direitos que não podem ser atingidos por causa do despreparo das pessoas que não conseguem governar a cidade”, ressalta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove + 20 =