Vereadora de Búzios denuncia perseguição de grupo ligado ao prefeito

Wellington Serrano –

A vereadora Gladys Costa (PRB), que é da oposição ao governo de Armação dos Búzios, desabafou pelas redes sociais, para rebater suposta tática, considerada provocativa a seu respeito. Cladys acusou o grupo liderado pelo prefeito André Granado (PMDB) de perseguição e produzir mentiras contra a sua atuação na Câmara de Vereadores.

A vereadora denunciou que estaria em curso uma operação para levar de volta ao plenário o suplente de vereador Gugu de Nair. “De acordo com informações, a estratégia seria para me provocar nos ataques frontais ao governo, papel que venho realmente desempenhando muito, para me forçar a quebra de decoro parlamentar, já que sabem que costumo me exceder em meus questionamentos”, revelou a parlamentar.

Ela acusa que grupos estariam de olho em um procedimento de cassação por quebra de decoro parlamentar. “No acordo, o grupo aliado do governo pediria a minha cassação, que seria acompanhada pelo grupo oposicionista, abrindo caminho para o retorno de Gugu de Nair ao parlamento buziano. Estamos de olho e acompanhando com atenção este movimento, que pode mudar inclusive a composição da mesa diretora da casa”, realçou Gladys.

A vereadora também fez uma série de denúncias. Na saúde, falou que é triste o atual cenário político que se vive no município. “Diante de todo sofrimento, das várias mortes por falta de médicos em nossos postos de saúde, do hospital fechado e de todo descaso e sofrimento que presenciamos diariamente, de todas as denúncias relatadas por munícipes em meu gabinete é que luto e tenho lutado a cada dia desde que tomei posse como vereadora eleita pelo povo”, realçou.

A vereadora diz sentir que o governo não está satisfeito com a sua atuação. “Antes tinham a ‘Casa do amém’, onde podiam fazer tudo, onde tudo era aprovado. Hoje porém encontram uma Mulher, que com sua aparência ‘fragil’ não concorda e nunca irá concordar com esse desgoverno”, afirmou ela se referindo ao prefeito como uma ‘granada’. “Hoje ele me persegue, esse desgoverno, hoje cria especulação de me tirar do local onde o povo me colocou”, lamentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *