Vereador de São Gonçalo quer impedir posse de colegas eleitos

Anderson Carvalho

A posse dos 27 vereadores de São Gonçalo, marcada para o dia 1º de janeiro, na Câmara Municipal, corre o risco de não acontecer. O vereador Cici Maldonado (PR), que ficou apenas como 3º suplente, entrou com recurso no último dia 20 na 134ª Zona Eleitoral pedindo a cassação da diplomação e a suspensão da posse dos parlamentares. O republicano alega irregularidades no registro da coligação “Juntos para Vencer”, que reuniu os partidos PMDB, PR e PHS, feito fora do prazo legal, segundo ele, que pede ainda a recontagem dos votos.

“Entrei com recurso depois da diplomação, conforme determinava a legislação. “No dia 4 de agosto, o PR fez a sua convenção, aprovando a coligação com O PHS e a nominata de candidatos a vereador. No dia 11 de agosto, registrei a minha candidatura no TRE. Porém, na mesma data, o PR aprovou a entrada do PMDB na coligação e a registrou na Justiça Eleitoral. Fora do prazo legal, que era o dia 5 de agosto. Não aceitei nem assinei isso. Com a entrada do PMDB, o PR cortou dez candidatos. Sem o PMDB, eu e mais alguns teríamos sido eleitos. O PMDB colocou nove candidatos, sendo uma mulher. Abaixo do percentual mínimo de 30%”, explicou Cici, que obteve 3.711 votos.

O parlamentar contou que conversou com o juiz Marcelo Espíndola, da 134ª Zona Eleitoral, sobre o assunto. “Ele contou que na ocasião não questionou o registro irregular por não ter sido provocado. Mas, disse que eu tenho razão para questionar”, contou o vereador do PR.

O PMDB e o PR, procurados, preferiram não se manifestar sobre o caso. O TRE informou que no último dia 28, o juiz Marcelo Chaves Espíndola aprovara a coligação por ela ter sido registrada dentro do prazo legal e que o Ministério Público manifestara-se favorável ao deferimento da chapa. Lembrou ainda que o Artigo 21 da Resolução do Tribunal Superior Eleitoral Nº 23.445/2015, determina que “os partidos e as coligações solicitarão ao Juízo Eleitoral competente o registro de seus candidatos até as 19 horas do dia 15 de agosto”.

O PMDB elegeu cinco vereadores – Lecinho, Thiago da Marmoraria, Eduardo Gordo, Misael da Flordelis e Iza – e o PR, Gilson do Cefen.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 5 =