Vereador de São Gonçalo quer criar a CPI da Cedae

Anderson Carvalho –

O vereador Sandro Almeida (PSDB) recolhe na Câmara Municipal de São Gonçalo assinaturas para protocolar na Casa o pedido de instauração da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar a não prestação de serviços pela Cedae na cidade. Além disso, segundo o tucano, o governador Luiz Fernando Pezão não tem credibilidade e capacidade para vender as ações a estatal, que gera lucro para os cofres estaduais. O parlamentar pediu apoio aos colegas do Legislativo. Por enquanto, obteve cinco assinaturas. O mínimo necessário para instaurar uma CPI é nove, um terço dos 27 vereadores.

“Se fizermos um levantamento do contrato assinado pelo município com a empresa será possível mostrar que nem 20% do contrato foi executado, embora a empresa seja lucrativa, faltou gestão por parte do governo. Sei que a empresa tem funcionários qualificados, mas a gestão do atual governo só demonstra que vender a companhia não resultará em bons serviços para a população gonçalense”, declarou o tucano.

“Quanto a questão da água, o objetivo das metas para 2016 era chegar a 90% dos domicílios com água encanta. Porém, os números são inferiores a 70%. Existem bairros inteiros sem água instalado, como Santa Izabel, Ipiíba, entre outros. Já o esgoto é muito mais sensível e problemático. A meta seria de coletar e tratar 25% do esgoto gerado. O número é assustador, mas o que se trata hoje são pífios 0,5% e coleta-se algo em torno de 15%. E o esgoto e jogado quase na sua totalidade in natura na baía e nos rios. As estações de tratamento não tem entroncamento para receber o esgoto. Para piorar, iniciaram as obras do Programa de Saneamento Ambiental com objetivo de ligar 100 km de rede esgoto e tratar, mas pararam a obra e ao que tudo indica não voltarão para terminar. Arrebentaram 44 km de pavimentação dos bairros da Trindade, Nova Cidade e Antonina; fizeram 29% das obras da ETE Fazenda dos mineiros e pararam”, apontou Sandro Almeida.

De acordo com o vereador, muitos funcionários da Cedae buscam trabalhar bem, mas, o serviço perdeu qualidade por má gestão. “Sucatearam a companhia ao longo dos anos. E agora Pezão quer dar o golpe final, entregando a Cedae sob a falácia de uma dívida que ele mesmo acumulou”, disse.

Procurada, a Cedae respondeu que não sabe a que serviços o vereador se refere. “Uma vez que a companhia opera normalmente no município, cumprindo o estipulado em contrato e inclusive investindo na ampliação dos serviços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + dezenove =