Verão eleva produção de picolés e sorvetes

Aline Balbino

Manga, chocolate, morango. Seja qual for o sabor, sorvete e picolé são iguarias que ajudam a amenizar o forte calor provocado pelo verão carioca. Mesmo sem números oficiais, comerciantes e fabricantes afirmam categoricamente que a produção de sorvetes e picolés está crescendo no verão 2017, atualmente, 60% a mais que em 2016. Mas, nem tudo é refresco! A fabricação elevada ainda não reflete números reais de vendas. Segundo a Associação Brasileira das Indústrias e do Setor de Sorvetes (ABIS), devido ao agravamento da crise econômica brasileira, ainda não é possível estimar o desempenho do mercado para esta temporada 2016-2017.

E em busca de mais consumidores, os fabricantes estão investindo em inovação, acarretando em produtos diferenciados. Novos sabores e formas são as medidas usadas para vender cada vez mais. A fábrica Sol a Sol, em Niterói, lançou o picolé de cerveja no ano passado, a meta agora é alavancar as vendas do picolé feito com pasta italiana.

“Nossa produção aumentou em mais de 60% e em Niterói tivemos um aumento muito grande. Melhoramos nossos produtos e lançamos novos tipos de picolés e sorvetes. Nós entendemos que a crise prejudicou um pouco porque as pessoas agora compram em menor quantidade”, disse Vinícius Gonzalez, diretor comercial da Sol a Sol.

André Araújo, representante da Sorveteria do Alex, em Santa Rosa, acredita que as vendas deverão melhorar exponencialmente nos próximos dias, principalmente em função das férias escolas e Carnaval.

“As vendas neste verão estão relativamente boas em função das altas temperaturas. Porém, estão em média 30% mais baixas que o verão passado. As expectativas são boas e a previsão é de mais calor para o mês de fevereiro e somado às férias escolares e ao Carnaval quando as ruas ficam mais movimentadas”, disse.

A Associação Brasileiras das Indústrias e do Setor de Sorvetes (ABIS), informou que tradicionalmente, há um aumento do consumo de sorvetes nesta época do ano. O setor está investindo em ações para aumentar as vendas e deve, constantemente, apostar na inovação e criatividade para ganhar o mercado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *