Venda de artigos seminovos e usados é opção de renda extra

Raquel Morais –

Roupas que não dão mais na pessoa, sapatos que não combinam com o estilo, um lustre que não combina mais com a decoração da casa e até mesmo aquela bicicleta que está parada na garagem. O que esses itens têm em comum? Todos são objetos de venda em sites de usados, tendência que não para de crescer e angariar público. Um levantamento da OLX apontou que o comércio de itens seminovos e usados aumentou 392% nos últimos três anos. E quando o assunto é venda de itens seminovos e usados os veículos não ficam de fora. Dados da Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto) apontam que os carros com mais de nove anos de fabricação apresentaram crescimento de 78,5% no comparativo de fevereiro de 2018 com o mesmo mês de 2017.

A OLX divulgou em nota que o número de pessoas que venderam com sucesso seus itens nas categorias moda e beleza, para a sua casa e eletrônicos e celulares tem crescido exponencialmente nos últimos três anos – a média de alta ao ano foi de 110%, 84% e 83%, respectivamente. “Os brasileiros já estão acostumados há mais tempo a comercializar automóveis e imóveis pela internet, porém, agora vemos esse movimento de consumo aumentando em outras categorias como itens para casa, moda e beleza e eletrônicos. Estão aprendendo a consumir de forma mais inteligente, desapegando do que não usam mais e usando essa renda extra para realizar objetivos ou até mesmo para realizar outras aquisições”, comentou Andries Oudshoorn, CEO da OLX no Brasil.

A jornalista e microempreendedora Luana Souza, de 32 anos, é exemplo do sucesso dessas vendas de produtos usados e novos. Ela afirma vender todos os tipos de produtos que não quer mais, de decoração até mesmo peças do universo infantil. “Eu uso muito os sites de vendas de produtos novos e usados e isso é muito rentável para mim, ainda mais sendo mãe de criança, que perde roupa e calçado muito fácil. Depois de ver o sucesso dessas vendas eu resolvi arriscar um pouco mais e montei uma loja online, onde uso justamente esses canais para vender. O retorno é ótimo e essa foi uma iniciativa estratégica de não ficar parada e aguardar esse momento de crise passar, ir se capitalizando, fazendo estoque e entendendo quem é a clientela”, comentou a dona da Boutique da Beleza Kids.

VEÍCULOS
Segundo a Fenauto os dados comparativos do mês de fevereiro de 2018, dão conta de um movimento positivo em comparação ao mesmo período de 2017, alcançando o resultado positivo em 4,4%. O acumulado deste ano para veículos comercializados já está em 4,8% positivos. Em fevereiro foram comercializados 986.346 veículos seminovos e usados contra 1.145.183 em janeiro. No acumulado de 2018, já são 2.131.529 os veículos que mudaram de dono por todo o Brasil. “Apesar da variação natural dos números entre janeiro e fevereiro de 2018 (-13,9%), já que o período contou com menos dias úteis, acreditamos que os resultados deste ano deverão apresentar uma performance positiva gradativa”, finalizou Ilídio dos Santos, presidente da entidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 − 2 =