Venda de água de coco tem alta de até 70% nos dias de altas temperaturas

Raquel Morais –

Nos dias em que as altas temperaturas castigam o niteroiense são várias as opções para dar aquela refrescada. Tem quem goste de um bom mergulho no mar, uma chuveirada gelada, ligar o ar-condicionado ou simplesmente tomar uma água de coco. E o hábito de se hidratar com o coco pode ser feito de várias formas na cidade: diretamente no depósito, em frente ao mar, no próprio coco, no copo, na garrafa, através de sucos com frutas e até mesmo como água saborizada com hortelã. Os comerciantes que trabalham com a venda dessa fruta estão comemorando as vendas que aumentam em até 70% nessa época do ano.

Em uma barraca no mirante da Boa Viagem, o empresário Carlos Alberto de Araújo, o Beto, que trabalha há 20 anos vendendo água de coco, afirma ter percebido um aumento de 40% no movimento, em que até cachorros se beneficiam das vantagens da bebida.
“Motoristas de carros, pedestres, atletas e turistas são os fregueses principais. Mas também tem o Zulu, um cachorro labrador, que bebe a água no próprio coco e só sai de perto de mim quando come a carne do coco”, brinca Beto.

O dono de Zulu, o economista Carlos Eduardo Coelho, 64 anos, diz que inseriu a bebida na alimentação do cão há anos e ele toma três cocos por semana.

“Eu e ele amamos e nada melhor do que no final da caminhada se hidratar com a água do coco”, contou.

Na Praia de Icaraí o comerciante Pedro Campos, 69 anos, diz que sua demanda aumenta em 60% nos dias mais quentes. Ele chega a vender 100 copinhos de água, além do coco na própria fruta e ou na garrafa.

“De manhã as pessoas compram após a atividade física e durante a tarde e à noite, para relaxar e ver o por do sol. Não tem hora para apreciar a bebida”, pontuou.

Para Roseli Carvalho, 58 anos, dona de um depósito de coco no Centro de Niterói, a venda dobra nesses dias de calor excessivo. Ela vende o coco quente por R$ 2 e compra o produto no Espírito Santo para revender.

“Eu já usei a água para fazer hidratação no cabelo e na pele. É ótimo como hidratante”, exemplificou.

Outra pessoa que também arrisca na venda do coco de outras maneiras é a empresária Vera Pini, que tem em sua lanchonete uma cartela de sucos com 110 combinações, sendo 20 deles levando água de coco. Os mais vendidos são os de amora com abacaxi e água de coco, e o de acerola, morango e água de coco, que custam R$ 8,50.

“Também faço a combinação que a pessoa quiser. Muitas pessoas acabam de caminhar ou correr na praia e gostam de tomar o suco que alimenta e hidrata”, contou.

E não tem como falar de refrescância e deixar de lado as jarras saborizadas servidas em um restaurante de comida nordestina de Icaraí. Para acompanhar, a pedida é a jarra de água de coco saborizada com morangos e hortelã. A delícia é vendida por R$ 21,40 e tem 800 ml.

PALAVRA DO ESPECIALISTA
O nutricionista Matheus Motta, explicou que a hidratação adequada é muito importante para o organismo, uma vez que o corpo é constituído de mais de 60% de água e depende dela para várias funções vitais; desde manter a temperatura corporal até a distribuição dos nutrientes e remoção de toxinas.

“No verão, quando transpiramos mais que o normal, perdemos água e eletrólitos (minerais). Como são importantes para manter o equilíbrio do nosso corpo, precisamos repô-los. A água de coco é uma ótima opção para quem está procurando ter hábitos mais saudáveis e quer começar a praticar – ou já pratica – atividades físicas. Por ser rica em eletrólitos, como o potássio, a água de coco reidrata, repõe os minerais perdidos com o suor e possui poucas calorias. Os minerais presentes na água de coco também vão ajudar a combater câimbras, controlar a pressão arterial, combater sintomas de ressaca, limpar e tonificar a pele”, explicou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *