Veja o decreto das medidas restritivas em Niterói

Na sexta-feira (9) o prefeito de Niterói, Axel Grael, anunciou a prorrogação das medidas restritivas na cidade, que ficaram ainda mais severas. A normativa vale até próximo dia 18 e entre as mudanças a proibição das vendas de eletrodomésticos em mercados e supermercados. As restrições foram ainda mais rigorosas pois apesar de uma leve mudança no indicador síntese da pandemia, ainda é preciso cuidado redobrado, já que os números de infectados e hospitalizados são altos.

Na live, o prefeito mostrou um gráfico para justificar a adoção das novas medidas. Na projeção, ele apontou que as medidas de restrição adotadas nas duas últimas semanas já possibilitaram uma sensível melhora na diminuição no indicador síntese da pandemia, usado para calcular os níveis de contaminação e lotação dos leitos dos hospitais. “Depois de um pico de 12,88 pontos, após essas semanas caiu para 11 pontos com o isolamento. Os resultados estão começando a aparecer, mas é um momento de muito cuidado para não botarmos tudo a perder”, afirmou.

O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, apontou que o momento é crítico por conta da evidência da variante P.1, descoberta em Manaus, e que já foi identificada na cidade há algumas semanas. Segundo ele, isso faz com que o número das buscas por internações tripliquem na cidade. Além disso, a variante P.1 causa uma doença de forma mais grave nos contaminados. “A gente tem mais internações e uma incidência maior na população jovem. Pacientes entre 30 a 39 anos, entre fevereiro e março, o número de contaminados dobrou”, afirmou o secretário lembrando que a taxa de ocupação dos leitos de UTI estão em 82% na rede pública e 90% na rede privada.

Ele comentou ainda sobre a existência de um ambiente de “pré-colapso” dos sistemas de Saúde de todo o país. Segundo ele, isso se caracteriza pela falta de insumos e de medicamentos em muitos municípios e estados pelo país. “Por isso que o risco de colapso da rede de Saúde é tão grande, por isso são mais que necessárias as medidas de restrição. A gente vive hoje o pior momento da pandemia e a gente precisa se cuidar e cuidar dos seus. Estamos trabalhando dia e noite para proteger a cidade”, disse pedindo a colaboração da população para o respeito às medidas restritivas.

VEJA O DECRETO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois − um =