Vasco esquece rivais, não seca e segue acreditando no título da Série B

O Vasco empatou sem gols com o Avaí na quarta-feira e muito se falou sobre a importância de torcedores e jogadores “secarem” alguns concorrentes diretos no complemento da rodada. Na vice-liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, com 58 pontos conquistados, o Cruz-Maltino depende apenas dos próprios resultados para garantir o acesso. Porém, na luta pelo título é preciso torcer contra o líder Atlético-GO. Mesmo assim, os jogadores vascaínos preferem pensar no próprio jogo.

“O importante nesta reta final é mantermos a tranquilidade e pensarmos em nossos próprios compromissos e não no que está acontecendo nos outros jogos. Não podemos tropeçar porque estamos focados em outros assuntos ou em outros confrontos. Se pensarmos em um jogo de cada vez vamos conseguir atingir os nossos objetivos. Do mesmo jeito que tropeçamos, outros times também vão tropeçar, mas não devemos contar com isso, temos que nos preocupar com o que conseguimos fazer dentro das quatro linhas”, afirmou o goleiro Martin Silva.

“Para você atingir o topo de uma escada é preciso subir o primeiro degrau e por ai vai. Não podemos ficar apenas olhando a parte de cima porque podemos tropeçar em algum degrau e colocar tudo a perder. Queremos garantir o mais rapidamente possível o acesso e isso só vai acontecer se ganharmos os nossos jogos. Se vencermos nossas partidas, não teremos que nos preocupar com os demais”, disse o atacante Junior Dutra.

Nesta sexta-feira, os reservas foram a campo pela manhã para realizarem um coletivo com os juniores. Enquanto isso, os titulares ficaram na academia reforçando a musculatura. Neste sábado, o plantel volta a trabalhar na parte da manhã. O Vasco só volta a jogar pela Série B do Campeonato Brasileiro no domingo dia 5 de novembro, quando visita o Brasil de Pelotas no interior do Rio Grande do Sul.

Fora de campo, o mau momento do time acaba refletindo no cenário político. A oposição, que parecia aceitar bem a gestão do presidente Eurico Miranda, voltou a se movimentar no sentido de arrumar um nome para concorrer na eleição do próximo ano. Embora não seja candidato, até mesmo o ex-presidente Roberto Dinamite já articula seu grupo para lançar um nome. O ex-jogador, que ficou com a imagem arranhada em sua gestão, descartou qualquer possibilidade de voltar ao posto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + 17 =