Valor da cesta básica no Rio de Janeiro está entre os mais caros do Brasil

Raquel Morais –

A Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) divulgou o levantamento dos preços dos itens da cesta básica em todo o país. O Rio de Janeiro ficou entre os três estados em que o insumo ficou mais caro. A batata foi o único item que apresentou queda no valor de 2,96%. Já os outros 13 produtos apresentaram variação positiva no valor, com destaque para arroz, banana e café que tiveram 11,44%, 8,51% e 7,55% respectivamente.

A farinha ficou em quarto lugar com 5,05% de variação, seguida do açúcar, manteiga, carne e feijão com 4,94%, 2,94%, 2,45% e 2,28% respectivamente. Apesar da pesquisa, que pontuou aumento no preço do arroz em 11,44%, em alguns mercados de Niterói o arroz está sendo vendido na promoção. No Centro de Niterói o quilo está sendo vendido com 31,08% de desconto, de R$ 3,99 por R$ 2,59. A banana pode ser comprada bem mais caro do que em outras épocas, por R$ 5,99 o quilo, e o café que foi registrado por R$ 11,25 apenas meio quilo.

“Eu tenho hábito de tomar café desde adolescente e gosto da mesma marca. Em tempo de crise o valor aumentou muito e eu sinceramente, prefiro diminuir a quantidade de café que tomo todo dia e manter o meu padrão, do que mudar de marca. E não é só o café que ficou mais caro, tudo está com valor acima da normalidade”, comentou a administradora Lúcia Vieira, 51 anos.

Segundo nota o custo dos alimentos que integram a cesta básica caiu em 21 capitais brasileiras onde o Dieese realizou mensalmente, em 2017, a pesquisa. As reduções variaram entre -13,16%, em Belém, e -2,76%, em Aracaju. No entanto, em dezembro o valor da cesta aumentou em 14 cidades. As altas mais expressivas foram em Recife (1,31%), João Pessoa (1,42%) e no Rio de Janeiro (2,78%). Já as quedas foram anotadas em sete capitais, com destaque para Porto Alegre (-3,92%), Curitiba (-1,66%) e Vitória (-0,71%). O maior custo do conjunto de bens alimentícios básicos foi apurado em Porto Alegre (R$ 426,74), seguido por São Paulo (R$ 424,36), Rio de Janeiro (418,71) e Florianópolis (R$ 418,61). Os menores valores médios foram observados em Salvador (R$ 316,65), João Pessoa (329,52) e Natal (R$ 331,18).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − 4 =