Vacinação deve começar na próxima quarta, diz Grael

O prefeito de Niterói Axel Grael (PDT) informou que a vacinação contra Covid-19, em todo o país, deve iniciar, simultaneamente, na próxima quarta-feira (20), às 10h. Ele afirma que a informação foi passada pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em reunião por videoconferência com mais de 130 prefeitos, realizada na manhã de quinta-feira (14). De acordo com o Ministério da Saúde se a Anvisa aprovar até domingo serão distribuídas 8 milhões de doses: Astrazeneca e Coronavac.

“Hoje [quinta-feira – 14], mais cedo, participei de uma reunião por videoconferência com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e mais de cem prefeitos, para falarmos do processo de vacinação. A reunião foi promovida pela Frente Nacional de Prefeitos. De acordo com o número de doses que forem recebidas estaremos cumprindo as regras e ordens de prioridade”, explicou Axel em pronunciamento nas redes sociais.

O planejamento de imunização de Niterói terá mais de 100 pontos de vacinação contra a Covid-19 para a primeira fase, que começa na próxima semana. Nesta etapa, receberão a vacina profissionais de Saúde e idosos que vivem em instituições de longa permanência, como casas de repouso e abrigos. A data de início depende da aprovação da Anvisa, que está analisando os pedidos de uso emergencial dos imunizantes, e da chegada, ao Brasil, de doses de vacina já compradas pelo Ministério da Saúde.

Os idosos acima de 60 anos serão imunizados na própria instituição onde vivem, em horários agendados, pela equipe de vacinação da Secretaria Municipal de Saúde. A vacinação para profissionais de saúde será feita nas unidades onde eles trabalham, sejam públicas ou particulares. Já os profissionais autônomos deverão procurar uma das 54 salas de vacinação da rede básica mais próxima de sua residência, com o documento de registro profissional.

Para 2021, segundo o assessor especial do Ministério da Saúde, Aírton Cascavel, já estão contratadas 354 milhões de vacinas, que chegarão de forma escalonada. Ainda de acordo com Cascavel, após as 8 milhões de doses de janeiro, a previsão é de 30 milhões para fevereiro e 80 milhões para abril, assim por diante.

Axel Grael reforçou que Niterói está pronta para iniciar a vacinação. Haverá, na cidade, 54 pontos de vacinação nas unidades de saúde do município, além de drive-thru no Caminho Niemeyer. O início da campanha ainda depende da aprovação, por parte da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), do uso emergencial das vacinas Coronavac/Butantan e da Astrazeneca/Fiocruz.

“Niterói está pronta para iniciar a vacinação, com insumos necessários e equipes preparadas. Haverá 54 pontos de vacinação nas unidades de saúde de nosso município, além de drive-thru no Caminho Niemeyer”, afirmou Grael.

O presidente da Frente Nacional de Prefeitos, Jonas Donizette, que representa cidades acima de 80 mil habitantes, explicou nas suas redes sociais que o objetivo da reunião virtual foi cobrar um posicionamento urgente sobre como e quando se dará a imunização dos brasileiros. De acordo com nota da FNP Donizette falou que as doses serão distribuídas para 5 milhões de brasileiros, devido às particularidades nos intervalos de aplicação da segunda dose. A Astrazeneca tem um intervalo maior de três meses e a Coronavac três semanas.

A reunião também tratou sobre outros temas como priorizar os profissionais da educação nesse primeiro lote de vacinação ao invés de deixá-los na quarta fase, como previsto no plano de imunização.

A primeira fase prioriza os trabalhadores da saúde, a população idosa a partir de 75 anos de idade, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (asilos e instituições psiquiátricas) e população indígena. A segunda fase inclui pessoas de 60 a 74 anos. A terceira fase prevê a vacinação de pessoas com comorbidades que apresentem maior chance de agravamento da doença (como portadores de doenças renais crônicas e cardiovasculares). A quarta fase abrangerá professores, forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade.

OUTRAS CIDADES

A Secretaria Municipal de Saúde de São Gonçalo ainda não foi comunicada oficialmente sobre o início da vacinação contra covid-19. Já em Itaboraí a Prefeitura informou que o município irá seguir o calendário do Plano Nacional de Imunização. Na quinta-feira (14), a Secretaria Municipal de Saúde reuniu os coordenadores das unidades de saúde básica para implementar o cronograma de ações atendendo todas as recomendações do Ministério da Saúde. Na reunião, foi criado também o Comitê Municipal de Acompanhamento da Vacinação composto por profissionais de saúde, com expertise em imunização, para acompanhar o processo.

As prefeituras de Maricá e Rio Bonito foram procuradas mas não se manifestaram até o fechamento dessa edição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + quatro =