Usuários X Barcas: Usuários das Barcas se queixam de horários reduzidos das viagens

Usuários do transporte aquaviário que faz a ligação entre Niterói e o Rio de Janeiro continuam insatisfeitos com o serviço prestado pelas Barcas. Atualmente as viagens acontecem com intervalos de 1 hora, em horários de pouco movimento e finais de semana, e de 30 em 30 minutos em horários de pico (de 7h às 9h e de 16h às 19h). A demora para a ampliação da grade de horários continua incomodando quem precisa fazer a travessia entre os dois municípios. do meio de transporte.

A atendente Adriana Simas, de 46 anos, trabalha há 18 anos no Rio de Janeiro e durante todo esse tempo usa o serviço das Barcas para atravessar a Baía de Guanabara. Ela é um dos exemplos de usuários que não estão satisfeitos com o serviço prestado pela concessionária.

“O intervalo entre as saídas está muito grande. Entendo que durante o auge da pandemia isso foi necessário. Mas as pessoas já voltaram ao normal. Eu fiquei sabendo que eles esperam as embarcações ficarem mais cheias para fazer a saída”, reclamou.

A mesma opinião compartilha a auxiliar de escritório Mariana Fonseca, de 34 anos. Ela diz que justamente no período pandêmico, que não acabou, isso deveria ser revertido.

“Com mais saídas as pessoas se espaçam mais e evitam a aglomeração. O que estão fazendo é um absurdo! Eu fico muito chateada com essa situação. Estamos sem saída. Se a gente escolhe ir de ônibus são horas de congestionamento na Ponte e se escolhemos as Barcas temos que ficar reféns desses horários malucos”, pontuou a moradora de São Gonçalo.

A grade de horários pré-pandemia da linha Arariboia-Praça XV será retomada, provavelmente nas próximas semanas. A permissão para o retorno da grade antiga faz parte da Resolução 1.462 da Secretaria de Estado de Transportes publicada no Diário Oficial no dia 20 de outubro deste ano. A medida visa regulamentar o Decreto nº 47.801, do Governo do Estado, onde foi estipulado o prazo de 30 dias, a partir da publicação, para esse retorno.

A autorização para o retorno da grade pré-pandemia veio junto com a informação que a CCR Barcas devolverá a concessão do serviço ao Estado, ao término do contrato, em fevereiro de 2023. A concessionária confirmou na época que oficializará o pedido para deixar de administrar o serviço de transporte aquaviário. A diretoria da empresa justifica sua decisão alegando que o Governo do Estado não está cumprindo com sua parte no acordo previsto no contrato.

A Secretaria de Transporte do Estado (Setrans) não informou com precisão a data para o retorno da grade de horários. A CCR Barcas informou que realiza viagens extras na Linha Arariboia, nos horários de pico (de 7h as 9h e de 16h as 19h), reduzindo o intervalo entre as travessias de 30 para 15 minutos. A medida ocorre na tentativa de contribuir para a diminuição dos engarrafamentos de acesso à Ponte Rio-Niterói que vêm sendo registrados em Niterói.

Raquel Morais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 3 =