Uso de simulador pode não ser obrigatório

Aline Balbino

Em Goiás, o desembargador federal Daniel Paes, conseguiu deferir uma limitar que suspense a obrigatoriedade do uso do simulador de Direção Veicular para quem está tentando tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Muitos estados, inclusive o Rio de Janeiro, estão lutando para fazer algumas mudanças nessa obrigatoriedade. Uma delas, seria fazer com que o uso do equipamento fosse facultativo, ou seja, cada estado decidiria pelo uso ou não. O Sindicato das Autoescolas do Rio de Janeiro foi mais além. João Ribeiro, presidente do sindicato, pede que todas as aulas práticas noturnas sejam praticadas exclusivamente nos simuladores. O objetivo é proteger os alunos de possíveis assaltos e riscos pelas ruas.

João reconhece que o uso de simuladores tem dado certo e que tem preparado bem os alunos para aulas nas ruas, mas ele busca entender porque a obrigatoriedade funciona em alguns estados e não em todos. Segundo ele, no Rio cerca de 98% das autoescolas já usam o equipamento.

“Estive em Brasília e discutimos com os deputados duas questões: queremos que as aulas noturnas sejam praticadas apenas nos simuladores para proteger os alunos. Há muito risco de assaltos. E queremos a liberalidade de exigir ou não o simulador. Vários deputados estão analisando a questão”, disse.

Pintura para local de provas – A NitTrans conseguiu concluir nesta sexta-feira a pintura do chão na Rua Professor Vicente Romanó, no Centro, para que alunos de autoescolas pudessem fazer provas para conseguir as carteiras de habilitação. Segundo a NitTrans, nesta sexta-feira, já houve provas no local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove + dez =