União de candidaturas em São Gonçalo muda tabuleiro político em Cabo Frio

O xadrez político vai movimentando as cidades enquanto as convenções vão acontecendo. E um acordo selado na Região Metropolitana envolvendo o pleito em São Gonçalo provocou reflexos em Cabo Frio. No município gonçalense, o PDT aceitou abrir mão da candidatura a prefeito de Marlos Costa, que será vice na chapa do candidato a prefeito petista Dimas Gadelha. Ao aceitar este acordo, o PDT pediu o apoio do PT em Cabo Frio.
No último dia 5, o PDT oficializou a candidatura do ex-prefeito de José Bonifácio na convenção realizada no formato drive-in, que tenta ser prefeito pela terceira vez. Para isso, ele conseguiu o apoio do ex-presidente da Câmara dos Vereadores, Aquiles Barreto (PT).

Oficialmente, o vereador petista ainda é pré-candidato a prefeito. Porém, ele tem reduzido consideravelmente o ritmo de publicações nas redes sociais. Inclusive, não faz mais lives diárias, o que já era um indício de que o acordo seria sacramentado. A convenção do PT está marcada para este domingo (13), onde será anunciada a decisão de apoiar José Bonifácio, após acordo selado entre os dois candidatos em Niterói.

A coligação gonçalense ainda teria respingado em outras três candidaturas a prefeito de Cabo Frio, além da petista, que passariam a apoiar José Bonifácio. Uma delas é Magdala Furtado (Podemos) que será a vice-prefeita na chapa pedetista. A empresária é moradora do importante distrito de Tamoios, onde tem forte base eleitoral.

Outro nome que pode abrir mão da candidatura para apoiar Bonifácio é o do coronel Ruy França (Cidadania). Ex-comandante do 25ºBPM (Cabo Frio) e ex comandante do 12º BPM (Niterói), o policial militar é popular na cidade e pode conquistar votos para o pedetista, já que o cidadania tem feito muitas coligações com o PDT pelo estado. O presidente regional do Cidadania, Comte Bittencourt, já foi vice-prefeito em Niterói e tem fortes ligações com o PDT.

O vereador Jefferson Vidal (Avante) também teria declinado de sua candidatura em favor de uma aliança ampla. França fou procurado pela reportagem, mas não retornou os contatos.


Responsável pela grande reviravolta no pleito cabofriense, o pedetista José Bonifácio tem 75 anos e é economista. Foi prefeito de Cabo Frio por duas vezes, entre 1977 e 1983, e entre 1993 e 1996. Ele é formado em Economia pela UFF e também foi vereador, além de deputado estadual pelo Rio de Janeiro.

O economista já foi vice-prefeito de Arraial do Cabo, secretário municipal de Saúde na mesma cidade, presidente do Procon-RJ e da Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (Fiperj), superintendente regional do Ministério do Trabalho no Rio de Janeiro, diretor-geral do Departamento das Municipalidades do Governo do Estado do Rio de Janeiro, gerente regional da Companhia de Eletricidade do Estado do Rio de Janeiro (Cerj), subsecretário adjunto dos Direitos do Consumidor na Secretaria de Estado da Casa Civil e secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca do Estado do Rio de Janeiro.
Atualmente, José Bonifácio é vice-presidente do diretório estadual do PDT no Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 2 =