Uma vida dedicada ao Jiu Jitsu

Um dos nomes mais respeitados do Jiu Jitsu, não só no Brasil mas no mundo todo, Luis Paulo Baptista está em Niterói para graduar mais quatro faixas pretas neste fim de semana. Com uma história de peso, o atleta e professor é responsável por 146 faixas pretas e por ensinar a filosofia do jiu jitsu a mais de 12 mil alunos. Com 54 anos, o Luis Paulo não pensa em parar de dar aulas e incentiva as novas gerações a começar.

“O jiu jitsu é um esporte que não tem tédio, diferente de outros que é repetição, no jiu jitsu a cada aula se aprende algo novo, uma posição nova, então não há rotina, é viciante”, contou o professor, que tem uma bagagem de títulos como competidor: tricampeão panamericano, tricampeão brasileiro e campeão do word cup CPSSO.

Atualmente ele mora no Estados Unidos, mas não esquece suas raízes, em seu quimono a bandeira do Brasil figura ao lado da americana. Ele conta que diferente de competir, tem que focar apenas em seu aprendizado e sua evolução. Como professor ele pode passar o conhecimento adiante, ao todo são 40 academias que levam seu nome espalhadas pelo mundo todo. Luis é um dos responsáveis por propagar o esporte em Niterói, onde atualmente tem duas academias.

“Cheguei em Niterói em 1990, o início foi difícil, mas hoje eu posso me ausentar, pois tenho pessoas que posso confiar que me ajudam. Posso citar alguns nomes [faixas pretas] que me ajudam nesta empreitada, como Xandrongo, Douglas, Naldo, Paulinho e Vinicius Blanc, que me auxiliam enquanto estou nos Estados Unidos. Atualmente são 80 alunos em Boston, onde moro com minha família há pouco mais de um ano”.

Sobre a adaptação nos Estados Unidos, ele disse que não foi difícil, nem para os seus três filhos. Atualmente ele dá aula praticamente todos os dias, mostrando que seja no Brasil ou fora, ele tem uma vida dedicada ao esporte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *