UFF e prefeitura mantém suspensas castrações de cães e gatos

Basta circular por Niterói para notar que cresce o número de cachorros e gatos abandonados, o que significa risco à saúde pública por causa das chamadas zoonoses. Raiva por exemplo.

O principal motivo é que tanto a faculdade de veterinária da UFF, universidade pública, quanto o C.C.PA.D. (Centro de Controle da População Animal) da prefeitura, mantém o atendimento ao público suspenso sem previsão de retorno. Culpam a pandemia.

Na UFF o serviço para cães é pago. O contribuinte tem que desembolsar R$ 60,00 para uma primeira consulta clínica, depois uma nova consulta pré cirurgia/oncologia que custa mais R$80,00 e depois o procedimento de castração cujo valor varia de acordo com idade, peso e raça do animal. A universidade pública só aceita dinheiro vivo ou cartão de débito e crédito. Na prefeitura o serviço é gratuito.

Muita gente está abandonando os animais por falta de dinheiro para mantê-los já que perderam a renda durante a pandemia. “Me cobraram R$ 1.000,00 para a castração de minha cadela numa clínica particular. Não tenho condições e estou tentando doá-la”, informou uma profissional de serviços gerais.

Os bairros onde a população de cães e gatos abandonados é mais visível são Fonseca, Barreto, Santa Rosa e parte de Icaraí.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + seis =