Uerj e Maricá aprofundam diálogo para criar polo da universidade no município

Reitor e prefeito se reuniram com secretariado para ajustar criação de cursos e demandas da população

O prefeito de Maricá, Fabiano Horta, recebeu nessa terça-feira (14) o reitor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) Ricardo Lodi Ribeiro para tratar da instalação da universidade no munícipio. A ideia inicial é que sejam oferecidos cursos de extensão para professores da rede pública de ensino da cidade.

Além do prefeito e do reitor, também participaram o vice-reitor, Mário Sérgio Carneiro e todo corpo de pró-reitores da instituição. Durante o encontro Fabiano Horta destacou que a presença de uma universidade pública é um desejo antigo da cidade.

“Estamos aprofundando o diálogo e avançando na busca da construção de cursos de graduação em Maricá. Isso é muito importante porque acreditamos que essa interação de território é um saber acadêmico que constrói o futuro da cidade”, destacou o prefeito.

Após a reunião, reitor da Uerj visitou a cidade na companhia do prefeito

De acordo com o reitor da Uerj, a chegada da universidade em Maricá reforça o papel da instituição de servir à população.

“Hoje foi lançada a pedra fundamental. Agora vamos avançar dos pontos de vista jurídico e técnico, para disponibilizar inicialmente, ainda neste ano, cursos de extensão e de pós-graduação lato sensu e, em perspectiva de um prazo um pouco maior, cursos de graduação presencial. O objetivo é que tenhamos um campus da Uerj no município de Maricá”, explicou Lodi, que também destaca a importância desse momento histórico para a cidade.

“Este é um passo muito importante. O processo de aproximação da população é o papel da universidade, que também tem o objetivo de estar presente no maior número de locais em que exista a necessidade de fazer a troca de saberes entre a população, governo e sociedade”, afirma

Ainda de acordo com o reitor, essa iniciativa faz parte do desenvolvimento do projeto de interiorização da Universidade. “Sempre estivemos motivados a levá-la para próximo do cidadão fluminense. A Uerj não é somente do município do Rio de Janeiro, nem apenas do Maracanã; é do Estado do Rio e, sempre que possível, vai cumprir esse papel institucional de se interiorizar”, conclui Lodi.

Também presente na reunião, a secretária de Educação de Maricá, Adriana Luiza da Costa, disse que será feita uma pesquisa junto à população para definir os cursos de graduação da futura unidade pública de ensino superior. “Precisamos do polo de engenharia, de cursos da área ambiental e tudo que faça o nosso município caminhar para frente”, destacou a secretária.

Secretaria de Educação de Maricá ouvirá sugestões da população para definir cursos

Após a reunião no gabinete do prefeito, a comitiva da Uerj visitou o Cine Henfil, no Centro, e as orlas Zé Garoto, no Boqueirão, e da Barra de Maricá. Durante a visita, o presidente da Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar), Olavo Noleto, mostrou projetos que estão sendo desenvolvidos na cidade, nas áreas de desenvolvimento urbano, tecnologia, indústria, turismo, saúde e sustentabilidade.

“Maricá tem planos ousados para os próximos 20 anos, e que são possíveis ainda mais quando as universidades participam com a gente. Elas trazem conhecimento, experiência e encurtam a distância dessa trilha que a gente quer caminhar”, explicou Olavo.

Fotos: (divulgação Katito Carvalho/Prefeitura de Maricá).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − cinco =