Uerj adia início das aulas para dia 13

Anderson Carvalho

A Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), que já tinha adiado as aulas para esta segunda-feira(6), pela terceira vez, nesta sexta-feira anunciou o quarto adiamento. Dessa vez para o dia 13. A decisão foi da reitoria da instituição, após nova reunião com o Fórum de Diretores de Unidades Acadêmicas, com os sub-reitores e os diretores dos centros setoriais, realizada no último dia 2. O motivo, segundo nota do Fórum de Diretores, é o agravamento do estado crítico no qual se encontra a universidade.

Segundo eles, não houve pagamento das bolsas dos alunos, assim como o 13º salário de 2016. Além disso, o salário referente ao mês de dezembro está atrasado, pois somente começou a ser pago no final do mês passado. De acordo ainda com a reitoria, dos R$ 189,2 milhões que o Estado afirma terem sido pagos em custeio, somente R$ 15,5 milhões foram destinados a despesas de manutenção da universidade. O que equivale a cerca de apenas dois meses de serviços contratados e da demanda de insumos.

A Uerj necessita de R$ 90 milhões anuais para manter seu funcionamento, valor alcançado após revisão de todos os contratos no início de 2016, o que proporcionou uma economia de mais de 30% em relação ao ano de 2015. Este valor é o necessário para as despesas com vigilância, limpeza, funcionamento do restaurante universitário, combustível, insumos, dentre outros, aqui designadas como despesas de manutenção.

Na última sexta-feira, o diretor da Faculdade de Medicina da instituição, Mário Fritch, anunciou a suspensão das atividades na faculdade de Medicina da instituição, que era a única a continuar funcionando. O motivo da interrupção é a falta de pagamento das bolsas dos alunos. Fritsch explicou que 45% dos estudantes da Faculdade de Medicina recebem bolsas do Governo do Estado no valor de R$ 400, mas o último pagamento teria sido feito em novembro. O problema estava impedindo os alunos de virem às aulas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *