Túnel Charitas-Cafubá é aberto ao tráfego

Depois de muita espera, foi inaugurado, neste sábado (06) – e aberto ao tráfego – o Túnel Charitas-Cafubá. Uma esperada há mais de 70 anos pela população de Niterói, a ligação da Zona Sul com a Região Oceânica foi entregue como uma das obras de mobilidades mais importantes dos últimos anos. Com mais de 150 pessoas presentes, o prefeito Rodrigo Neves cortou a faixa e fez a primeira travessia de carro, em uma das galerias e de bicicleta na outra.

Visivelmente emocionado em seu discurso, Rodrigo Neves lembrou da dificuldade que foi entregar a obra em tempo e que desde criança escuta a ‘lenda’ do Túnel que ligaria as duas regiões. Além disso ressaltou que diferente de outras obras públicas, esta foi entregue antes do tempo previsto.

Túnel Charitas-Cafubá“Os moradores farão a travessia em menos de cinco minutos pelo túnel. Além disso há a ciclovia que para aqueles que queiram deixar o carro em casa e pegar a bicicleta”, disse o prefeito.

Com a presença de dezenas de autoridades e moradores da região, a fita foi cortada no final da manhã deste sábado. O túnel possuí duas galerias, sendo cada uma com 1350 metros, de extensão, sendo três pistas – duas para carros, uma par ônibus – além da ciclovia. Para auxiliar os ciclistas e motoristas, as vias possuem um sistema de exaustão.

“O túnel Charitas-Cafubá transforma positivamente a nossa cidade, porque melhora a qualidade de vida, a mobilidade, dá fluidez ao trânsito e retira, definitivamente, a Região Oceânica do isolamento e da falta de infraestrutura”, explicou Rodrigo Neves.

As galerias homenageiam duas personalidades de Niterói. O jornalista e escritor Luís Antônio Pimentel da nome a passagem Cafubá-Charitas e o ex-prefeito João Sampaio batiza a galeria no sentido contrário.

TransoceânicaIMG_0871

O túnel faz parte do projeto da Transocêanica, corredor viário que será entregue até o primeiro trimestre do ano que vem, segundo a prefeitura, que informou ainda, que com a conclusão do projeto, o trajeto que era feito antes em uma hora, entre Itaipu a Charitas, passará a ser feito em 20 minutos.

O corredor viário tem extensão de 9,3 quilômetros e 13 estações de ônibus BHS, que de acordo com o levantamento do poder público beneficiará 80 mil usuários diariamente. Ao todo, foram investidos R$ 310 milhões nas obras, com recursos federais e municipais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + três =