Túneis da Zona Sul de Niterói serão monitorados

Os túneis Roberto Silveira e Raul Veiga, que ligam Icaraí a São Francisco e vice-versa, contarão a partir de março com o mesmo moderno sistema de monitoramento que atende ao túnel Charitas-Cafubá, e passarão a fazer parte da malha viária sob assistência do Centro de Controle Operacional – CCO Mobilidade.

O sistema de monitoramento dos túneis da Zona Sul está em fase de instalação e contará inicialmente com duas câmeras controladoras de tráfego, que monitoram o fluxo e o volume de tráfego. Deste modo, ajustes poderão ser realizados em tempo real na sinalização das vias contíguas aos túneis, de modo a garantir a fluidez do tráfego em suas galerias, e ainda garantir o rápido acionamento de órgãos de socorro e segurança pública em caso de necessidade.

Segundo o presidente da NitTrans, Gilson Souza, o monitoramento dos túneis da Zona Sul é mais um passo na ampliação da modernização do sistema viário da cidade.

“A tecnologia de ponta de que dispõe o CCO Mobilidade será cada vez mais e melhor utilizada na gestão do trânsito. Vamos expandir ainda mais o monitoramento e elevar o nível de avaliação de fluxo e volume de tráfego a partir dos dados coletados. Com isso poderemos aproximar ao máximo o tripé da gestão, formado por Planejamento de Engenharia de Trânsito, Operação Tecnológica do CCO e Operação Viária, in loco, realizada pelos agentes e operadores de trânsito nas ruas da cidade”, diz Gilson.

A Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (Seconser) informa que será realizada a limpeza das luminárias do túnel Raul Veiga e o conserto dos circuitos do Roberto Silveira, em conjunto a interdição da NitTrans.

O diretor-administrativo da NitTrans, Braz Colombo, explica que o início do monitoramento dos túneis Raul Veiga e Roberto Silveira faz parte do trabalho contínuo de melhorias implementadas na cidade na última década.

“Os túneis que interligam os dois lados da Zona Sul de Niterói foram construídos nos anos 50 e 70 e não contavam até então com equipamentos de monitoramento. Por cumprirem importante papel no sistema viário da cidade, sendo imprescindíveis no trajeto cotidiano dos niteroienses, estarão sob o olhar atento do CCO Mobilidade. Nosso trabalho segue focado na missão de garantir fluidez e segurança viária para todos”, aponta Braz Colombo.

O monitoramento realizado pelo CCO Mobilidade no túnel Charitas-Cafubá, que será expandido aos túneis da Zona Sul, conta com equipamentos que informam, em tempo real, tudo que acontece em suas galerias. Atualmente há 49 câmeras, seis painéis de Mensagens Variáveis, 80 interfones de emergência e 200 sinalizadores de evacuação de área.

O túnel Charitas-Cafubá conta ainda com monitoramento de poluentes e acionamento automático de turbinas de ventilação e gerador de energia elétrica para casos de interrupção do fornecimento regular. Pela pouca extensão, estes equipamentos não serão necessários aos túneis Raul Veiga e Roberto Silveira.

Como funciona o CCO – O Centro de Controle Operacional – CCO Mobilidade conta com equipamentos de telemonitoramento interligados por fibra ótica espalhados pela cidade inteira, utilizados para monitorar tudo o que acontece no trânsito em tempo real, 24 horas por dia, sete dias por semana. O CCO Mobilidade é interligado por 78 quilômetros de fibra ótica que percorrem dez pontos de controle de área nas regiões da cidade com mais fluxo e volume de trânsito, cobrindo todas as áreas urbanas do município de Niterói.

O sistema é pioneiro na América do Sul e permite, por exemplo, que operadores do centro operacional ajustem o tempo de abertura e fechamento dos semáforos em corredores viários específicos da cidade, de acordo com o fluxo do momento, contribuindo para reduzir os congestionamentos na cidade.

Os olhos do sistema são 190 câmeras controladoras de tráfego instaladas nos semáforos e 22 câmeras domo, com visão 360 graus, que monitoram o volume do trânsito para identificar retenções, recalcular o intervalo da temporização semafórica e produzir dados utilizados no gerenciamento das equipes de agentes e operadores de trânsito que atuam nas ruas da cidade.

Tudo o que é coletado em imagens nas ruas chega em tempo real ao CCO Mobilidade, que funciona do prédio do Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) da Prefeitura de Niterói, localizado em Itaipu, na Região Oceânica da cidade. O centro operacional conta com uma parede de monitores e equipamentos de gestão de tráfego utilizados pelos operadores do sistema. Com visibilidade total e dados volumétricos, é possível ajustar a operação viária para garantir a melhor fluidez possível, de acordo com a quantidade de veículos que transita pelos corredores viários da cidade.

O sistema conta ainda com 16 painéis de Mensagens Variáveis que apresentam informações sobre o trânsito em regiões de fluxo intenso na cidade, também operados remotamente, diretamente do CCO Mobilidade, a partir da observação em tempo real dos operadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 4 =