Trote universitário muda tom e vira beneficente

Raquel Morais –

As aulas na Universidade Federal Fluminense (UFF) começam na próxima segunda-feira (12), mas a temporada de trotes já começou. Pelas ruas do Centro de Niterói já é possível ver calouros com os corpos pintados pedindo dinheiro. E o céu é o limite para a criatividade dos universitários, que fazem verdadeiras pinturas para chamar atenção das pessoas. Ontem a Praça Nilo Peçanha, no Ingá, estava animada com o grupo de alunos do curso de Engenharia e teve até homenagem para o Dia Internacional da Mulher, com um trio pintado de mulher maravilha.

O veterano Bernardo Carvalho, de 22 anos, cursa o quarto período de Engenharia Mecânica e estava liderando o trote dos alunos desse curso. Esse ano a brincadeira vai beneficiar mais de 100 pessoas cadastradas na ‘lista do porteiro da UFF’. “Vamos doar parte do dinheiro que vamos arrecadar para compra de alimentos não perecíveis e vamos deixar com o tio da portaria para ele fazer a doação”, comentou.

O porteiro em questão se chama Adriano Marques e trabalha no campi Praia Vermelha, na Boa Viagem. “Tenho uma lista de funcionários terceirizados da limpeza e de segurança da UFF e vou doar para eles. A prioridade será para quem tem criança na família e depois idosos”, explicou.

O calouro Pietro Dangelo, de 18 anos, estava todo orgulhoso exibindo sua pintura de Mulher Maravilha. “Gostei dessa homenagem para as mulheres. Passei no vestibular para o curso que escolhi e estou muito feliz. Sempre quis participar dessa brincadeira”, esbravejou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + treze =