Trindade sofre com falta de pavimentação e abastecimento de água irregular

Raquel Morais

O problema é antigo, mas em época de chuva forte fica ainda mais grave. A falta de pavimentação de algumas ruas no bairro da Trindade, em São Gonçalo, está no topo das reclamações dos moradores de várias ruas como Cesínio de Paiva, Uberlândia, Juazeiro e a Avenida. Humberto Soeiro de Carvalho (antiga Avenida São Paulo). Além do problema estrutural o abastecimento de água também é irregular e constantemente os moradores precisam comprar água através de carro-pipa. A situação consegue ficar pior pela região ser considerada área de risco, o que impede alguns consertos e até mesmo os moradores pedirem ajuda.

Uma atendente de 28 anos que preferiu não se identificar disse que mora na Rua Cesínio de Paiva e a via está toda cheia de buracos. A chuva deixa rua ainda pior, pois os buracos ficam cheios de água que se misturam com o barro e vira um grande bloco de lama.

“Uma vez eu quase escorreguei e cai na lama. Nessa semana, que está chovendo de vez em quando, eu nem sai de casa. Entra água na minha casa e fica tudo muito sujo. Parte do bairro tem pavimentação com asfalto e outra parte está entregue às moscas”, contou.

Além dos buracos o bairro sofre com problema no abastecimento de água que não é regular.

“Essa semana caiu uma vez só. Quem não tem cisterna em casa fica sem água constantemente e não adianta a gente reclamar que nada é feito. Eu costumo pagar R$ 30 por semana para rachar a pipa de água com outros vizinhos. Isso é muito triste”, lamentou um aposentado que também não se identificou.

A falta de identificação dos personagens dessa reportagem se deu pelo medo de represálias. Alguns trechos do bairro são áreas de risco e inclusive existem ‘barricadas’ nas ruas que impedem a entrada de veículos grandes como ônibus e caminhões.

“Às vezes os moradores também não podem passar nesses bloqueios. Nos sentimos muito sozinhos e desamparados”, completou a atendente.

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano de São Gonçalo informou que vai analisar a demanda e adicionar as ruas ao cronograma de obras. Já a Cedae informou que não há solicitações para os endereços citados no sistema da companhia. De toda forma, equipes irão percorrer as ruas para verificar a solicitação. A empresa informou ainda que os clientes podem solicitar o abastecimento por carro-pipa pelo 0800-282-1195.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + cinco =