Trilha acessível é inaugurada no Parque da Cidade em Niterói

Pessoas cadeirantes e com dificuldade de locomoção têm mais uma opção de lazer ao ar livre em Niterói: a Trilha do Platô, na área do Parque Natural Municipal de Niterói (Parnit), foi adaptada para passeios em uma cadeira de rodas especial, levada por voluntários e funcionários do parque. A trilha, que foi disponibilizada pela Prefeitura, neste domingo (26), para esse tipo de atividade, integra o projeto EcoTur sem Barreiras.

Em maio deste ano, a trilha do Bosque dos Eucaliptos, também na área do parque, se tornou acessível. Os passeios são gratuitos e acontecem duas vezes por mês, saindo do Centro de Visitantes do Parque da Cidade, em São Francisco. As inscrições podem ser feitas pelo site www.visit.niteroi.br/niteroiecotur.

O programa é realizado pela Niterói Empresa de Turismo e Lazer (Neltur), em parceria com as secretarias de Meio Ambiente e de Acessibilidade e o Clube Niteroiense de Montanhismo. Os trilheiros que têm dificuldade de locomoção serão conduzidos pelas equipes na cadeira especial Juliette.

A trilha do Platô tem um grau de dificuldade um pouco maior que a trilha do Bosque dos Eucaliptos. O total do percurso (ida e volta) é de 3,26 km. A trilha está sendo preparada para ser totalmente acessível: além do uso da cadeira de rodas especial, o local receberá sinalização em Braile para leitura dos deficientes visuais e QR codes que, lidos pelo celular, darão acesso à um guia virtual narrado em libras, voltado para deficientes auditivos.

Imagens: Berg Silva/Divulgação/Prefeitura de Niterói

Moradora do Fonseca, Natália Braga tem 31 anos e nasceu com paralisia cerebral. Ela foi a primeira participante do passeio na trilha do Platô e sorria a cada curva e parada nos pontos de observação. Pai de Natália, o eletricista Wilton da Silva não escondeu a alegria com a possibilidade da filha fazer o passeio.

“Para ela é muito importante ter esse tipo de acesso, de oportunidade, para se sentir acolhida e integrada a sociedade”, disse. O presidente da Neltur, Paulo Novaes, informa que a Prefeitura está investindo cada vez mais no potencial natural da cidade com seus parques e as paisagens naturais, para que Niterói assuma cada vez mais sua vocação de um turismo eco- sustentável.

“O projeto Ecotur Sem Barreiras, além de oferecer aos niteroienses, visitantes e turistas, passeios guiados pelas trilhas da cidade, gratuitos, possibilita também aos cadeirantes esta experiência única de vivenciar a natureza, através das trilhas do Parque da Cidade”, frisa Paulo Novaes. A secretária municipal de Acessibilidade, Jennifer Lynn Bastiani, aponta que a iniciativa ajudará na inclusão e bem-estar da pessoa com deficiência.

“Essa trilha viabiliza que pessoas com deficiência possam desfrutar da natureza, com seus familiares e amigos, promovendo a socialização e a saúde mental que todos nós necessitamos. Sabemos que o turismo adaptado também irá fomentar o comércio e o setor hoteleiro dentre outros setores da economia no nosso município”, ressalta a secretária.

Sthefani Maia é presidente do Clube Niteroiense de Montanhismo e destaca a dedicação das equipes. “É muito importante termos esses dois espaços no Parnit para a realização desse projeto de trilhas acessíveis. É muito gratificante ver a satisfação das pessoas que podem desfrutar do passeio e que se integram com outros visitantes”, afirmou Sthefani, que é uma das voluntárias que faz o revezamento na hora de carregar a cadeira especial.

Durante o trajeto feito neste domingo, que durou quase duas horas, o gestor de trilhas de Niterói, Alex Figueiredo, orientou os visitantes e contou a história do local. “Na Trilha do Platô, o visitante pode observar, de um lado, a vista da Lagoa de Piratininga, do outro uma extensa área verde e ao fundo, bem distante, a silhueta da Ponte Rio-Niterói”, explicou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 4 =