Tribunal do tráfico teria julgado e executado suspeito de matar mulher em São Gonçalo

A polícia investiga se o responsável pelo disparo que matou a atendente Janaína dos Santos Duarte Oliveira Peres, de 39 anos, no último domingo (9), Dia das Mães, foi executado pelo tribunal do tráfico. Segundo relatos preliminares da investigação, o tiro teria acontecido de forma acidental e vitimou a moça, que passava pelo local no exato momento.

A arma teria sido uma aquisição recente de um membro do tráfico de drogas na região do Anaia Grande, onde aconteceu o crime. No momento do fato, esse homem teria entregue a pistola a um amigo, após retirar o pente de munição, para que ele visse o novo “instrumento de trabalho”. No entanto, uma bala teria restado na arma.

Enquanto esse amigo manuseava a pistola, acreditando que não havia munição, teria atirado e vitimado Janaina. A polícia investiga relato de testemunha, afirmando que, após a morte da atendente ser confirmada, tanto o “proprietário” da arma, quanto o amigo, que teria feito o disparo, teriam sido executados pelos líderes do tráfico da região.

A equipe de investigação colhe depoimentos a fim de confirmar a hipótese trazida por uma das testemunhas. Até o momento, os possíveis corpos não foram localizados. O caso foi registrado inicialmente na 75ª DP (Rio do Ouro), com o inquérito, em seguida, sendo encaminhado à Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSG).

Recordando

Janaina foi baleada, na noite de domingo, enquanto se dirigia a uma igreja, no bairro Anaia Grande. Ela deu entrada, no Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), às 19h35min daquele dia, vindo da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Pacheco. Ela foi levada ao Centro de Trauma do Heat para receber tratamento mais adequado, mas acabou morrendo.

O sepultamento de Janaina aconteceu na segunda-feira (10), durante a tarde, no Cemitério Parque da Paz, bairro do Pacheco. Segundo relatos de testemunhas, Janaina, que trabalhava em uma agência lotérica, estava passando de moto quando foi atingida na cabeça. A mulher, que morreu em pleno Dia das Mães, deixa dois filhos, um adolescente de 14 anos e uma jovem de 19. A perda precoce abalou amigos e familiares.

3 thoughts on “Tribunal do tráfico teria julgado e executado suspeito de matar mulher em São Gonçalo

  • 13 de maio de 2021 em 19:26
    Permalink

    Deixe uma resposta
    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Comentário
    Como eu venho dizendo na Rede o ordenamento jurídico na favela ou nas cidades Invisíveis é elaborado pelo crime,onde ele julga e condena a revelia aquele ou aquela que desrespeita as leis impostas nestes territórios de vulnerabilidade social e econômica ,onde o tribunal do crime haje com mão de ferro.Até a imprensa brasileira reconhece a possibilidade da existência do tribunal do crime. O-Niterói,13/05/2021,18:59 min. que reforça a minha argumentação ou estou errado ?

    Nome *
    sebastião da Silva

    E-mail *
    tiaocidadao@gmail.com

    Site

    Favor digite a resposta em dígitos:

    nove + 18 =
    27

    ACESSE A EDIÇÃO DE HOJE

    Agenda de Notícias
    maio 2021
    D S T Q Q S S
    1
    2 3 4 5 6 7 8
    9 10 11 12 13 14 15
    16 17 18 19 20 21 22
    23 24 25 26 27 28 29
    30 31
    « abr
    ACESSE EDIÇÕES ANTERIORES

    Previsão do Tempo

    Resposta
  • 13 de maio de 2021 em 19:35
    Permalink

    Deixe uma resposta
    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    o ordenamento jurídico na favela ou nas cidades favelas é elaborado pelo crime,onde ele julga e condena a revelia aquele ou aquela que desrespeita as leis impostas nestes territórios de vulnerabilidade social e econômica ,onde o tribunal do crime haje de acordo com a sua conivência.Até a imprensa brasileira reconhece a possibilidade da existência do tribunal do crime. O-Niterói,13/05/2021,18:59 min. que reforça a minha argumentação ou estou errado ?

    Previsão do Tempo

    Resposta
  • 13 de maio de 2021 em 19:39
    Permalink

    o ordenamento jurídico na favela é elaborado pelo crime,onde ele julga e condena a revelia aquele ou aquela que desrespeita as leis impostas nestes territórios de vulnerabilidade social e econômica ,onde o tribunal do crime haje de acordo com a sua conivência.Até a imprensa brasileira reconhece a possibilidade da existência do tribunal do crime. O-Niterói,13/05/2021,18:59 min. que reforça a minha argumentação ou estou errado ?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × quatro =