Trezentos monitores do transporte escolar são capacitados

Cerca de 300 monitores que atuam no transporte escolar na rede municipal de Macaé participaram do curso “Monitoria em Transporte Escolar”, ministrado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado do Rio de Janeiro (Sescoop-RJ). A capacitação aconteceu no último sábado e nos dias 21 e 22 de abril, os profissionais terão aulas que vão completar o conteúdo programático do curso.

A ação tem como objetivo capacitar os monitores escolares com as técnicas recomendadas para realização dos primeiros socorros às vítimas de possíveis acidentes de trânsito. Os monitores serão treinados para realização das operações necessárias durante os trajetos. Durante o curso, os monitores terão que conhecer os procedimentos básicos de primeiros socorros, identificar as técnicas de abordagem a vítimas de acidentes, os procedimentos para avaliação da vítima, executar com segurança e rapidez os procedimentos recomendados para os primeiros socorros e identificar os tipos de acidentes e os primeiros socorros exigidos.

Segundo o secretário de Educação, Guto Garcia, o curso visa qualificar os profissionais que estão diariamente trabalhando para atender os alunos. “Os alunos precisam desse suporte dentro dos veículos para evitar qualquer tipo de problema no trajeto”, disse.

No primeiro módulo, são abordados os temas: conhecendo o transporte escolar e as funções do monitor, o transporte escolar e suas leis, a importância do transporte escolar para a educação, o papel do monitor. No segundo módulo: atividades desenvolvidas pelo monitor do transporte escolar, auxílio no embarque e desembarque de alunos, orientação dos alunos para o uso adequado de equipamentos do veículo, receber e guardar o material escolar, controlar o acesso e o diálogo com os condutores, assinalar a importância de conservar o veículo.

No terceiro módulo serão abordadas as competências pessoais necessárias ao monitor – características e habilidades técnicas para o desempenho das funções.

O presidente da cooperativa, Roberto Rubin Tomaz, informou que os condutores escolares já são capacitados para executar a função, pois possuem certificado do curso para capacitação para conduzir, que é uma exigência da Mobilidade Urbana. “Mas queremos sempre resguardar nossos alunos e evitar acidentes ou qualquer tipo de ocorrência nos percursos realizados”, afirmou o coordenador de Transporte da secretaria de Educação, Cristiano Amado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *