Três pessoas são presas por furto de energia na Região Oceânica

A polícia flagrou três imóveis, localizados na Região Oceânica de Niterói, cometendo crime de furto de energia. Três suspeitos acabaram presos em flagrante. A ação aconteceu na última terça-feira (10), mas os detalhes foram divulgados nesta quinta-feira (12).

Os flagrantes aconteceram quando policiais da 81ª DP (Itaipu) faziam diligências em apoio à Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) de Niterói, para cumprir mandados de prisão da Operação Gaia, que tinha como alvo acusados de crimes contra mulheres. Equipes que estavam na região do bairro Maravista flagraram os furtos.

De acordo com a distrital, três homens acusados de furto de energia elétrica foram detidos. Nas residências dos acusados, de 41, 43 e 44 anos, os agentes verificaram a prática de ligação clandestina de energia. De acordo com a distrital, o acionamento foi feito pela concessionária Enel.

“A concessionária nos acionou, solicitando perícia para os locais destacados, e ficou constatado o furto de energia. Foram três presos em flagrante em três locais. Todos no bairro Maravista”, explicou o delegado Fábio Barucke, titular da 81ª DP.

Ainda de acordo com a distrital, os acusados foram encaminhados à delegacia, onde foram formalizadas as prisões em flagrante. Em seguida, eles foram entregues ao sistema prisional, onde passaram por audiência de custódia. A pena para o crime de furto de energia vai de um a quatro anos de prisão, além de multa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois − 1 =