TRE vai realizar cadastramento biométrico em 35 municípios

Wellington Serrano –

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), desembargador Carlos Santos de Oliveira, anunciou, na sessão plenária na última segunda-feira, que 35 cidades do Estado do Rio de Janeiro terão cadastramento biométrico obrigatório em 2019.

“Acreditamos que com essa medida iremos atingir a meta do Tribunal Superior Eleitoral, de que todo o eleitorado esteja cadastrado biometricamente até 2022”, afirmou.

Há previsão de que a biometria seja iniciada a partir de junho em 10 municípios, incluindo Duque de Caxias, que possui mais de 600 mil eleitores.
Os municípios de maior colégio eleitoral que passarão pelo procedimento são Duque de Caxias, São João de Meriti e Magé. Também farão o cadastramento biométrico os eleitores de Iguaba Grande, Arraial do Cabo, Bom Jesus do Itabapoana, Cambuci, Cantagalo, Carmo, Santa Maria Madalena, Rio Claro, Mendes, Vassouras, Engenheiro Paulo de Frontin, Conceição de Macabu, Porciúncula, Itaocara, São José do Vale do Rio Preto, Sumidouro, Comendador Levy Gasparian, Silva Jardim, Sapucaia, São Fidélis, Natividade, Varre e Sai, Italva, Cardoso Moreira, Laje do Muriaé, Miracema, Cordeiro, Macuco, Porto Real, Quatis, Carapebus e Quissamã.

PRAZO PARA REGULARIZAR TÍTULO VAI ATÉ O DIA 6
A pouco menos de uma semana para vencer o tempo para a regularização dos títulos de eleitores para quem não votou e nem justificou a ausência às urnas nas últimas três eleições a procura foi baixa ontem na 2ª Zona Eleitoral de Niterói. Os eleitores tem até a próxima segunda-feira (6) para cuidar da situação. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em todo o país, mais de 2,6 milhões de pessoas estão em situação irregular.
A administradora Maria Gonzaga Farias, de 56 anos, não perdeu tempo e atualizou logo seu título que estava numa Zona Eleitoral do Estado de Minas Gerais.

“Sempre tinha que justificar ou quando queria votar tinha que viajar, resolvi a situação e agora posso cumprir com excelência meu papel de cidadão”, disse.

Mesma opinião da estudante Thainá Miranda Barbosa, de 16 anos, que tirou o título pela primeira vez e não vê a hora de fazer uma boa votação. “Os candidatos que se preparem, pois para conseguir o meu voto vão precisar de muita dedicação”, realçou.

Quem estiver em dúvida sobre sua situação pode consultar também o Portal do TSE. É só digitar nome completo e data de nascimento. Também por meio dos perfis do TSE no Facebook e no Twitter. Se a situação estiver irregular, o eleitor deve comparecer ao cartório eleitoral mais próximo, apresentando documento oficial com foto, comprovante de residência e título de eleitor, se ainda o possuir.

Para economizar tempo, a Justiça Eleitoral permite que o início do processo de regularização ocorra pela Internet, na página do TSE. Após o preenchimento dos dados pessoais, a página possibilitará a emissão de Guia de Recolhimento da União (GRU) para a quitação da multa, que, em via de regra, é de R$ 3,51 por turno. Depois de emitir a GRU e realizar o pagamento da pendência, o eleitor precisará se dirigir apenas uma vez ao cartório eleitoral para regularizar a situação.

Os nomes dos eleitores e os números dos respectivos documentos cancelados serão disponibilizados pela Justiça Eleitoral a partir do dia 24 de maio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *