TRE adia julgamento novamente julgamento sobre candidatura de prefeito de Búzios

Anderson Carvalho

Dois dias depois do desembargador Fernando Chagas, do Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ), ter pedido vistas do recurso do prefeito de Armação dos Búzios, André Granado (PMDB), que tenta a reeleição, o órgão adiou novamente ontem o julgamento do peemedebista. Ele teve o pedido de registro de candidatura pelo juízo eleitoral da cidade porque em junho foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Rio por improbidade administrativa e devido a isso, ficou inelegível por oito anos. Dessa vez, quem pediu vistas do processo no TRE foi o desembargador André Fontes, após Chagas ter devolvido o processo.

Quando um desembargador pede vistas, visa ter mais tempo para analisar o caso. Este pode ser devolvido é levado à julgamento em qualquer dia de semana. O relator do processo é o desembargador Leonardo Grandmasson. Em junho, Granado foi condenado a devolver cerca de R$ 3 milhões aos cofres públicos municipais. Apesar da condenação, os desembargadores da 10ª Câmara Cível do TJ decidiram manter o prefeito no cargo até o fim do mandato, em dezembro. Para rever a situação, Granado pode recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF). A condenação é referente à época em que o peemedebista foi secretário de Saúde na gestão do ex-prefeito Toninho Branco.

O TRE ainda está para julgar o recurso do candidato do PDT a prefeito de Armação dos Búzios, Mirinho Braga. A data do julgamento ainda não marcada. O pedetista também está inelegível. Detém duas condenações por improbidade administrativa pelo TJ. Devido à contratação de servidores temporários em substituição aos efetivos durante o período em que ele foi prefeito(2009-2012).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *