Transoceânica: Prefeitura divulga empresas que farão estações do BHS

Anderson Carvalho –

A Prefeitura de Niterói, através da Empresa Municipal de Moradia, Urbanização e Saneamento (Emusa), divulgou ontem os nomes das empresas que farão as 11 estações do BHS e o mobiliário: Construtora Pimentel & Ventura Ldta, que fará as estações pelo valor de R$ 1.427.406,10 e a Metalco do Brasil Ltda, que fornecerá todo o mobiliário, pelo valor de R$ 8.993.150,00. O valor global dos contratos é de R$ 10.420.556,10. As duas empresas venceram licitação promovida pela prefeitura.

Ainda segundo a Prefeitura, as obras do corredor expresso estão perto do final e devem ser concluídas ainda este mês. Ele liga o bairro do Engenho do Mato, na Região Oceânica, ao de Charitas, na Zona Sul, por onde passarão ônibus elétricos do tipo BHS (Bus High Service, evolução do atual BRT) e o começo da operação está previsto para novembro. No momento estão sendo concluídas as adequações das calçadas, realocação dos postes e a implantação do último trecho da ciclovia. Em seguida, será iniciada a instalação dos terminais.

As estações estarão localizadas nos seguintes pontos: Engenho do Mato (já está pronta); próximo ao Rio João Mendes; rótula da Avenida Central; em frente ao Mercado Maravista; próximo a Rua São Marcio; próximo a subestação da Enel; próximo a Avenida Santo Antônio; próximo ao shopping Multicenter; perto do Hospital da Amil; na altura do DPO do Cafubá; na rótula Cafubá (Fazendinha); próximo a AABB e Charitas (já está pronta).

As estações seguirão os modelos das estações do VLT implantado no Rio de Janeiro, mas com o piso na altura do passeio público. Todas terão bicicletário, câmeras de segurança, sistema de sonorização, que permitirá a comunicação do centro de controle com os passageiros, além de painéis que irão informar o tempo de chegada de cada ônibus na estação, e de uma grande tela na qual os usuários poderão acompanhar a localização dos coletivos no mapa. Cada uma terá bicicletário com 10 vagas.

Circularão pelo corredor uma nova frota de 100 ônibus, sendo 40 veículos elétricos, que serão adquiridos pela prefeitura e cedidos por tempo determinado ao consórcio que atua na Região Oceânica (Transoceânico). Todos os veículos seguem o conceito BHS, com piso baixo e porta dos dois lados.

Serão cinco linhas de ônibus que sairão de diversos bairros da Região Oceânica. Duas novas linhas passarão pelo túnel Charitas-Cafubá seguindo até o Centro de Niterói. Uma sairá de Piratininga e a outra de Itaipu. Três linhas seguirão pelo Largo da Batalha até o Centro. A implantação das linhas será feita de forma gradual. A primeira linha começa a circular em novembro. Ao longo de seis meses será realizada esta migração, para que a transição ocorra sem causar transtorno para os usuários. O valor da passagem não sofrerá alteração, ou seja, será R$ 3,90.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 1 =