Trânsito sem ordem em Alcântara

Raquel Morais –

Trânsito congestionado, semáforos com tempo demorado para abertura, sinalização horizontal apagada, buracos nas vias. Esses são alguns dos problemas de quem precisa dirigir em Alcântara, bairro de São Gonçalo. A falta de agentes de trânsito em diversas ruas também é outro agravante para o caos que o bairro se encontra.

O trânsito de todo a área é congestionado e parece que pedestres, ciclistas, motoristas e motociclistas não respeitam os próprios limites. Perto do viaduto de Alcântara o engarrafamento é ainda pior. O sinal demora mais de três minutos para abrir.

Na Rua Manoel João Gonçalves, na altura do número 84, muitos buracos prejudicam o fluxo do trânsito. “Chega um ponto que não tem como desviar. A gente tira o carro de um buraco e acaba caindo em outro. Não tem muito o que fazer. É tentar ao máximo poupar o carro”, comentou um lojista do bairro que preferiu não se identificar.

Outro problema registrado pela reportagem de A TRIBUNA é a ausência de guardas de trânsito, como, por exemplo, nas ruas Rua Alfredo Backer, Rua Jovelino de Oliveira Viana, Manoela Gonçalves, Nestor Pinto Alves entre outras. Foram poucos os pontos que foram flagrados os servidores. “São Gonçalo parece uma terra de ninguém. E por isso que o motorista faz o que quer”, comentou o autônomo Ricardo Sá, de 54 anos.

A Secretaria de Transportes e a Guarda Municipal informaram que atuam juntas na coordenação do trânsito e combate ao estacionamento irregular, bem como outras irregularidades em Alcântara. Guardas realizam a fiscalização diariamente no local. Vale destacar que foi inaugurada na última quarta-feira a Coordenadoria de Trânsito da Guarda Municipal, no centro de Alcântara, para garantir mais eficiência e rapidez no trabalho, melhorando também o fluxo de veículos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 2 =