Transformando lixo em alegria em São Gonçalo

Wellington Serrano –

Cansada de esperar o poder público para criar uma área de lazer para as crianças do Boaçu, em São Gonçalo, a agente comunitária Vânia Fernandes, de 44 anos, (junto com a família) pretende construir Praças da Paz com brinquedos reciclados nos lixões da cidade. No acesso 309 da Rodovia BR-101 ela já entregou uma para a comunidade e disse que agora vai incrementar o projeto no futuro com novas inaugurações com piscinas, instalação de luz, barra de proteção e biblioteca em geladeiras.

Segundo ela, a ideia iniciou com a intensão de eliminar um lixão e tornar a área útil para as crianças, já que a área que eles tinham para as crianças brincarem se tornou a BR 101. “Tenho quatro filhos e a última é adotada e tem seis anos. Eles não tinham onde brincar, então pedi ajuda dos vizinhos para organizar a área e, apesar de ninguém ajudar, fiz com meus filhos maiores mesmo”, declarou.

Vânia disse que a iniciativa não recebeu nenhuma ajuda governamental. Conforme ela, a área onde foi construída a pracinha era lixão e precisou passar por uma limpeza. Com o espaço já limpo, ela iniciou, sozinha, toda a elaboração do projeto.

“Eu tenho uma filha, de 5 anos, e resolvi fazer um ambiente para ela brincar junto com outras crianças do bairro. Moro no Portão do Rosa desde que nasci, e antigamente tínhamos uma área de lazer, que acabou deixando de existir quando a rodovia foi construída”, contou Vânia, que trabalha em um projeto para crianças carentes.

A praça foi decorada com objetos reciclados, como garrafas pet e pneus, todos pintados para transformar o local em um ambiente agradável. A construção do local durou cerca de seis meses e recebeu diversos brinquedos.

“Eu trabalho com crianças e prego muito essa coisa dos pequenos brincarem. Não gosto de crianças presas à tecnologia. Elas tem que correr, brincar, subir e interagir. Quando resolvi fazer essa praça, até tentei ajuda, mas como não consegui, resolvi fazer tudo sozinha, desde o trabalho braçal até a parte financeira”, informou.

O próximo projeto da agente comunitária é dar aulas para crianças e fazer o cantinho para o idoso com aulas de artesanato, usando produtos reciclados e reaproveitáveis.

“Minha vizinha, que ajudou a me criar, tem Alzheimer e ela não tem nenhuma atividade interativa. Eu disse para ela que construiria uma área para ela, para o pessoal da terceira idade e para as crianças se ocuparem com uma atividade diferente no dia a dia”, finalizou.

Um comentário em “Transformando lixo em alegria em São Gonçalo

  • 21 de janeiro de 2019 em 22:37
    Permalink

    Foi um prazer fazer parte dessa construção, nossas crianças precisam de vários espaços como esse, se cada morador se disponibilizar para fazer um pouco, não precisamos ficar na dependência da Prefeitura de São Gonçalo que nada faz por nós. Te amo irmã ❤️

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *