‘Transeuntis Mundi’ comemora os 25 anos do MAC

O trabalho, intitulado em Latim Transeuntis Mundi, está em exibição de forma online até o dia 30 de setembro. A obra fará parte da exposição em comemoração dos 25 anos do Museu e foi premiada no Edital da Secretaria das Cultura de Niterói e Fundação de Arte de Niterói. A história da humanidade encontra o futuro da arte na obra criada pela artista transmídia, pesquisadora e musicista brasileira Cândida Borges e seu parceiro, o artista colombiano e escritor Gabriel Mario Vélez.

O Projeto propõe capturar a memória sonora e visual de povos, expressões culturais e lugares para contar artisticamente a história dos milenares transeuntes que vêm cruzando o mundo. Nesta versão ‘Web Derive 01’ retrata a diversidade de 4 países em 4 continentes e gera um arquivo poético/documental do patrimônio cultural humano, através de 14 estórias do cotidiano.

Sua metodologia Walkscapes utiliza a documentação com tecnologia imersiva em 360º. A partir desse arquivo, inicia-se um processo de criação transmídia: de obras de realidade virtual, vídeos, fotografias, paisagens sonoras, composições musicais e performances, com o objetivo de imergir o observador/espectador em uma experiência além de seu espaço e tempo de existência. Em suma, é uma combinação de conhecimento, inovação e poesia, respaldada por processos de pesquisa artística e mediada pela tecnologia transmídia.

Transeuntis Mundi, definido pelos artistas, é uma jornada sobre como a mobilidade através do espaço e do tempo criou geografias e a humanidade transcultural. Evoca o poder da ancestralidade, identidade e legado, apresentando uma obra poética em novas tecnologias, como a realidade virtual – meio preferido das atuais exposições artísticas imersivas. A obra é uma viagem pelas vida cotidiana de várias partes do mundo, em uma imersão de imagem e som 360 que transporta o visitante por 4 continentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − 6 =