TRAGÉDIA EM ICARAÍ

Um casal caiu de um prédio em Icaraí no final da noite desta quinta-feira (25) em Icaraí, Zona Sul de Niterói. As informações neste momento são desencontradas. Teria havido uma briga entre eles e ambos caíram do apartamento, policiais que estão no local dizem que não dá para afirmar se eles caíram acidentalmente durante a discussão ou se trata-se de um homicídio seguido de suicídio. A polícia não quis informar a identidade do casal, apenas disse que o homem tem 51 anos e a mulher 54. O vidro da janela do apartamento está quebrado.

Uma testemunha ouvida pela reportagem, moradora da rua Moreira César, disse ter visto tudo o que aconteceu. Ela informou que estava em casa quando começou a ouvir gritos de uma mulher, ao ir a janela, viu um casal brigando na varanda do apartamento. A briga se estendeu para a sala e em princípio pensou que era uma briga comum de casal, mas o homem começou a agredir muito a mulher, subindo em cima dela e a estrangulando.

Ainda segundo a testemunha, ele teria levado a vítima para a varanda desmaiada. Neste momento vizinhos começaram a gritar pedindo socorro e o chamando de covarde, mas o homem continuou as agressões, mesmo com a mulher aparentemente desacordada. Ele teria jogado um objeto para quebrar o vidro da varanda e em seguida jogado a mulher que ainda estava desacordada. Em seguida, segundo a testemunha ele se jogou com a intenção de se matar.

O casal caiu do 12 andar

O fato aconteceu no apartamento 1203 do edifício Laura Ferreira Pinto, número 67, da Rua Alvares de Azevedo. O corpo da mulher caiu dentro da piscina no prédio. Já o do homem caiu em cima do telhado do Hortifruti, que fica na esquina das ruas Moreira César e Álvares de Azevedo.

Um grande número de policiais militares, guardas municipais e bombeiros estão no local. A Polícia Civil isolou o prédio, mas no estabelecimento comercial um caminhão já descarregava mercadorias normalmente por volta das 3h. . Em um primeiro momento chegou a circular a informação de que uma criança também teria siso arremessada, mas foi desmentida pela polícia.

* Em apuração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 18 =