Tráfico aluga armas para roubos em Niterói

Augusto Aguiar –

Traficantes de várias comunidades da Zona Sul de Niterói estariam promovendo outra e surpreendente forma de crime, ou seja, alugando armas para que bandidos possam roubar pedestres, comércios e veículos na região, o que aumentaria o faturamento dos pontos de venda de drogas com outra atividade igualmente criminosa. A informação foi constatada pela equipe de investigação da 77ª DP (Icaraí), tendo à frente o delegado Robson da Costa, que nesta quarta-feira (10) coordenou uma megaoperação envolvendo policiais civis e militares, com objetivo de cumprir 65 Mandados de Prisão, a maioria por tráfico, no conjunto de comunidade do Complexo de Santa Rosa, além do Morro do Cavalão, na Zona Sul.

Operação PolicialA ação contou com 200 agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais/Core; Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas/DRFC; Delegacia de Combate as Drogas/Decod; Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, e Itaboraí/DHNSG; distritais de Niterói e São Gonçalo e policiais militares do 12º BPM/Niterói,7º BPM/São Gonçalo e Batalhão de Ações com Cães/BAC.

Quatro veículos blindados deram suporte às ações, que resultaram em confrontos com um morto,não identificado (que portava uma pistola), um preso em flagrante (Edgar Santana, de 28 anos, com munições para fuzis calibres 5.56 e 7.62 e uma carga de drogas, um menor apreendido com drogas e uma pistoila calibre 9 milímetros, e quatro presos em cumprimento de Mandados de Prisão: Gabriel Marte de Oliveira, de 26 anos, o Biel, surpreendido no bairro Vital Brazil; Rosângela Maria Lourenço, de 52 anos, a Rose, abordada na Rua Mário Viana, em Santa Rosa; Sandro Souza da Costa, de 30 anos, preso no Cubango, Zona Norte da cidade; e Availdo Barbosa de Souza, de 26 anos, preso no Campo do José Areia, no Morro do Cavalão.

Operação Policial“Niterói está sofrendo muito com os roubos e há cerca de um ano passamos a desenvolver um trabalho investigativo, no qual apuramos que criminosos ligados ao tráfico estariam alugando armas curtas (pistolas e revólveres) para que outros bandidos praticassem roubos na Zona Sul e em outros pontos da cidade. A Justiça emitiu 65 Mandados de Prisão, mas pelo menos 34 já haviam sido cumpridos ao longo da investigação ou mesmo parte desses acusados já haviam sido presos pela PM. Nesta quarta-feira vasculhamentos comunidades como: Viradouro, Igrejinha, Beco do 600, Cutia, Zulú, Chiqueirinho, Grota e Cavalão”, explicou o delegado Robson da Costa, acrescentando que no caso das armas alugadas para outros criminosos, esses últimos estariam atuando na área da 77ª DP (Icaraí) e da 79ª DP (Jurujuba), na Zona Sul.

O delegado também afirmou que alguns Mandados de Prisão teriam sido cumpridos dentro de penitenciárias, apreensões contra bandidos que já estariam presos, como os irmãos Tony e Arnaldo, que durante vários anos comandaram o tráfico em localidades do Complexo de Santa Rosa. O primeiro bastante conhecido dos policiais mais antigos, tinha o codinome Senhor das Armas. Outros, como o Goelão, apontado como líder do tráfico no Morro do Cavalão, encontram-se foragidos. Ele foi apontado recentemente numa lista como um dos 12 bandidos mais procurados da cidade.

Num dos confrontos ocorridos por conta da megaoperação desta quarta, um homem não identificado foi balado e morreu na parte mais alta do Morro da Grota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + 4 =