Traficantes impõem o terror em Jurujuba

Augusto Aguiar –

O 12º Batalhão (Niterói) reforçou o patrulhamento, na manhã desta quarta-feira (02), em Jurujuba, após comerciantes serem impedidos de abrir seus estabelecimentos para mais um dia de trabalho. De acordo com os informes, além da ameaça a comerciantes, moradores também chegaram a afirmar que teriam sido intimidados por bandidos ligados ao tráfico. Uma creche municipal, uma escola estadual, uma unidade de saúde e o projeto Grael também não abriram as portas. O ato de represália dos criminosos teria sido uma retaliação a uma incursão realizada na tarde de terça-feira, na qual PMs entraram em confronto com vários acusados de integrarem o tráfico na região. Na troca de tiros que se seguiu, um suspeito, identificado como Igor da Silva Brito, de 23 anos, foi baleado e morreu na comunidade conhecida com Peixe Galo.

Na incursão, a PM informou que por volta das 15h30min de terça-feira as guarnições chegaram na comunidade do Peixe Galo pela parte baixa e progrediram a pé. Ao passarem pela Travessa Percilio Santos, os militares se depararam com pelo menos seis suspeitos armados, que efetuaram vários tiros contra os policiais, que revidaram. Quando os acusados fugiram, a PM vasculhou a área e encontraram Igor baleado e agonizando.

Segundo os policiais, com ele foram encontrados e apreendidos uma granada, 37 trouxinhas de maconha e 40 pinos de cocaína. Quando uma ambulância do Corpo de Bombeiros chegou ao local, a morte de Igor foi constatada, e a ocorrência do confronto com óbito foi registrada na Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG).

Na manhã de ontem, a PM foi informada que criminosos teriam percorrido os estabelecimentos da região, ordenando que os mesmos não abrissem. Moradores, que preferiram não se identificar, denunciaram ainda que bandidos estariam inclusive abordando e ameaçando transeuntes, vasculhando aparelhos de telefones celulares em busca de supostas mensagens de denúncias contra o tráfico na região. A polícia foi informada ainda que Igor seria da comunidade do Preventório (em Charitas), mas estaria residindo na comunidade Peixe Galo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *