Torcida vibra com vitória do Brasil sobre a Sérvia

Anderson Carvalho –

Mais de dois mil torcedores lotaram ontem (27) à tarde os bares do Polo Gastronômico do Jardim Icaraí para ver o jogo Brasil e Sérvia, o terceiro da fase de grupos da Copa do Mundo de Futebol. Diferente das duas primeiras partidas – Contra a Suíça e a Costa Rica – dessa vez, uma partida bem mais tranquila para quem assistia, com um gol no primeiro tempo – de Paulinho – e outro no segundo, de Thiago Silva, para alegria da torcida.
Minutos antes da partida, alguns deram palpites – certeiros – do placar final, como o empresário Roni Farias também deu dois gols brasileiros, um para Philipe Coutinho e outro para Neymar.

No decorrer do jogo, o público vibrava a cada ataque da seleção e prendia a respiração quando os jogadores sérvios atacavam. Quando o Brasil perdia um gol, alguns chegavam a xingar. Enquanto o placar esteve 0 a 0, os torcedores estavam tensos, temerosos de um resultado negativo. “E se der empate, o Brasil se classifica?”, alguns perguntaram.

A advogada Renata Diuana, de 30 anos, adorou assistir ao jogo na rua com o namorado, o administrador Ivan Oliveira, de 37. “Emocionante. Até porque a partida era decisiva. A gente precisava ganhar. Estou feliz que a Alemanha perdeu. Uma vibração dupla”, festejou. “Assistir na rua é diferente. A energia que as outras pessoas passam contagia”, afirmou Ivan.

O estudante de Direito Matheus Veiga, de 24 anos, flamenguista, e o amigo João de Deus, de 22, empresário e tricolor, deixaram a rivalidade de lado e torceram juntos pelo Brasil. Quando a seleção fez o segundo gol se abraçaram, emocionados. “Sempre vimos os jogos do Brasil aqui. É muito bom. Adoramos a partida”, comemorou Matheus. “Foi muito emocionante ver o jogo com o meu amigo. Sempre viemos aqui”, disse João.
Assim que o apito final ressoou, bares de vários bairros de Niterói continuaram cheios de torcedores, que parecem ter descoberto a Copa e embalam nas melhores previsões para as próximas fases. Alguns, mais otimistas, já elencam o Brasil na final.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *